Marcello Zambrana/LBF
Marcello Zambrana/LBF

Uninassau surpreende em Americana, vence Corinthians e abre 1 a 0 na final da LBF

Ineides Casanova foi o destaque da partida pela equipe visitante, marcando 28 pontos

Estadão Conteudo

22 de abril de 2017 | 15h46

O Uninassau Basquete surpreendeu o Corinthians/Americana neste sábado, mesmo atuando fora de casa, venceu o primeiro jogo da decisão da Liga de Basquete Feminino (LBF) por 73 a 62 e abriu 1 a 0 na série melhor de cinco.


Essa foi a primeira derrota do Corinthians jogando em Americana durante toda a competição. As duas equipes voltam a se enfrentar na mesma cidade nesta segunda-feira, às 21h30, no Centro Cívico. Depois, a Uninassau realizará duas partidas seguidas no Recife. Se necessário, o quinta duelo será novamente no interior de São Paulo.



Melhor campanha da primeira fase, com 18 vitórias e apenas três derrotas, o Corinthians foi surpreendido com o bom ritmo inicial do Uninassau, que venceu o primeiro quarto por 20 a 14.


A equipe paulista até reagiu na segunda parcial e foi para o intervalo perdendo por apenas dois pontos - 36 a 34. Segundo colocado na classificação geral, contudo, o time pernambucano ajustou a defesa no segundo tempo e venceu com relativa tranquilidade.


Armadora do Uninassau, a cubana Ineides Casanova foi o nome do jogo, ao terminar como a principal pontuadora, reboteira (ao lado de Damiris) e passadora da partida (ao lado da companheira Rafaela Monteira), com 28 pontos, oito rebotes e cinco assistências.


"Fiz muitos pontos, mas fazer com que o meu time pontue é muito importante também. Muito bom ganhar fora de casa, mas estamos muito focadas, a série ainda não acabou. O Corinthians tem um grande time, mas hoje (sábado) fomos melhores", avaliou a cubana.


Já Antônio Vendramini, técnico do Corinthians, cobrou uma nova postura de suas jogadoras. "Temos que mudar a atitude da equipe. Temos que mostrar um trabalho defensivo melhor, estar mais ligado e ter uma transição melhor para reverter esta situação. Tenho completa convicção que minha equipe consegue voltar na série."

Tudo o que sabemos sobre:
BasquetebasqueteCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.