Arquivo/AE
Arquivo/AE

Varejão promete se apresentar para defender seleção

Apesar de preocupação com renovação de contrato na NBA, pivô está empolgado por voltar a jogar pelo Brasil

30 de junho de 2009 | 18h40

Com o pensamento na possível renovação de seu contrato com o Cleveland Cavaliers, o pivô Anderson Varejão confirmou, nesta terça-feira, que fará parte do elenco da seleção brasileira que disputará a Copa América em Porto Rico, entre os dias 26 de agosto e 6 de setembro, que dá aos quatro primeiros colocados uma vaga ao Mundial, que acontece em 2010, na Turquia.

"Faço parte da seleção desde 2001 e infelizmente nos últimos dois anos tive problemas. No primeiro eu não tinha contrato e não podia jogar sem seguro [de lesões], e no outro foi o tornozelo. Mas estou de volta à seleção, sem lesão, e quero conquistar a vaga no Mundial", disse o pivô, em entrevista ao programa Tá na Área, do Sportv.

Apesar de garantir sua participação, Varejão mostrou preocupação com seu futuro na NBA. O jogador deve optar por ser agente livre e ver se consegue um novo contrato com o Cleveland Cavaliers. "A semana que vem é que vou saber [se continua ou não nos Cavs]. Tenho mais um ano [de contrato] e tenho a opção para negociar com outra equipe. Pode ser que eu faça isso e, se assim for, vou ter de esperar para assinar o contrato para ser liberado [para jogar], mas vou me apresentar à seleção no dia certo e esperar a liberação para jogar normalmente."

GARANTIDO

Leandrinho, que foi criticado por não ter defendido a seleção no ano passado, alegando problemas no joelho direito, também confirmou sua participação na seleção brasileira do técnico Moncho Monsalve, e mostrou empolgação por novamente jogar ao lado de Anderson Varejão.

"Falei com ele hoje [terça] e estamos juntos para jogar pela seleção e trazer títulos", afirmou o jogador, que permanece no Phoenix Suns, que passa por nova reestruturação para a temporada 2009/10.

NENÊ

Ainda se recuperando de uma fratura no antebraço esquerdo, adquirida no último joga da final da Conferência Oeste entre LA Lakers e Denver Nuggets, o brasileiro Nenê Hilário ainda não definiu se fará ou não parte da seleção brasileira.

O presidente da CBB, Carlos Nunes, afirmou no mês passado que ainda espera contar com o atleta, mas Nenê não respondeu a nenhum chamado da confederação, deixando a entender que a seleção não faz parte de suas prioridades, neste momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.