Varejão torce e reza pela recuperação do amigo Nenê

Jogador dos Cavaliers não sabe qual é a doença do amigo, mas torce para vê-lo em quadra o quanto antes

Glenda Carqueijo, Jornal da Tarde

14 de janeiro de 2008 | 19h56

A notícia do afastamento do pivô Nenê Hilário das quadras por problemas de saúde foi recebida como uma "bomba" por Anderson Varejão, que defende o Cleveland Cavaliers da NBA. "Foi um susto quando fiquei sabendo. Espero que ele volte o mais rápido possível. Espero que ele possa estar com a gente no Pré-Olímpico Mundial", afirmou.Veja também: Pivô Nenê, dos Nuggets, fará cirurgia sigilosa nesta terça-feira  Nenê divulga nota agradecendo apoio dos fãs O ala/pivô garante não ter nenhuma pista sobre a doença, que é mantida em sigilo por Nenê e pelo Denver. "Entre nós, brasileiros da NBA, também estamos na expectativa para saber o que é. Tentei falar com o Nenê. Não consegui. Deixei mensagem. Também tentei falar com o Alex Santos (que cuida de assuntos pessoais de Nenê em Denver), mas não consegui. Estou rezando para que tudo dê certo." No site oficial do jogador(http://www.nene31.com.br/), Nenê deixou uma mensagem aos fãs. "Agradeço as manifestações e mensagens que venho recebendo, isso me dá ainda mais força para encarar esse novo obstáculo na minha vida. Estou acostumado a enfrentar os desafios que aparecem pela frente e agora não vai ser diferente."Em São Carlos, cidade-natal de Nenê, circulam rumores de que ele teria um tumor. Mas família e amigos do jogador não confirmam. Sua mãe, Carmem, diz que a cirurgia do filho será realizada nesta terça-feira. Enquanto Nenê pede privacidade pelo momento delicado pelo qual atravessa, Varejão falou com a imprensa brasileira sobre seus planos com o Cleveland. "Espero que a gente possa chegar à final."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.