Casey Sykes/Getty Images/AFP
Casey Sykes/Getty Images/AFP

Westbrook ultrapassa Oscar Robertson e se torna o jogador com mais 'triplo duplos' na NBA

Armador registra 28 pontos, 13 rebotes e 21 assistências na derrota do Washington Wizards para o Atlanta Hawks

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2021 | 23h39

A história foi escrita nesta segunda-feira. Russell Westbrook superou Oscar Robertson e se tornou o jogador com o maior número de "triplo duplos" (dois dígitos em três fundamentos) na NBA. Agora são 182 contra 181 do lendário armador que defendeu Cincinnati Royals e Milwaukee Bucks em um total de 14 temporadas na liga.

O armador do Washington Wizards terminou o jogo diante do Atlanta Hawks (derrota por 125 a 124) com 28 pontos, 13 rebotes e 21 assistências. O recorde durava mais de 47 anos. O último triplo duplo de Oscar Robertson havia sido no dia 24 de março de 1974. Agora 10 de maio de 2021 será lembrado por muito tempo.

A derrota por um ponto justamente por causa de um arremesso errado de Westbrook no estouro do cronômetro não pode diminuir em nada o tamanho da façanha do jogador.

Westbrook atingiu o feito quando o relógio apontava oito minutos e 33 segundos para o fim do último quarto. O rebote defensivo foi aplaudido de pé pelos torcedores (poucos ainda por causa da pandemia) do adversário, já que o jogo era na State Farm Arena, em Atlanta. Ele ainda teve o nome gritado no ginásio.

Com os números que construiu até o momento, o armador do Washington Wizards pode até zerar em pontos, assistências e rebotes nos últimos jogos que vai fechar mais uma temporada regular com um "triplo duplo" de média. Será o quinto ano que Westbrook alcança esta façanha. 

Oscar Robertson conseguiu isso apenas uma vez, na temporada 1961-62, pelo Cincinnati Royals. Naquela oportunidade, o lendário jogador registrou médias de 30,8 pontos, 12,5 rebotes e 11,4 assistências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.