J Pat Carter/Getty Images/AFP
J Pat Carter/Getty Images/AFP

Westbrook volta a brilhar e Thunder vence mais uma em casa na NBA

Jogador foi o cestinha da vitória contra o Minnesota Timberwolves por 112 a 100

O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2016 | 09h02

Uma das estrelas da atual temporada regular da NBA, Russell Westbrook voltou a brilhar na noite deste domingo, quase madrugada de segunda-feira, na rodada de Natal. Ele foi o cestinha da partida ao liderar o Oklahoma City Thunder na vitória sobre o Minnesota Timberwolves por 112 a 100, diante de sua torcida.

Westbrook não cravou um "triple-double", algo recorrente nesta temporada, mas esteve perto. Anotou 31 pontos, 15 assistências - 10 delas somente no segundo tempo - e sete rebotes. Por pouco não se tornou o primeiro jogador da história do Thunder a marcar 40 pontos em quatro jogos consecutivos.

O Thunder teve ainda 22 pontos de Steven Adams e 20 de Eneas Kanter. Pela equipe visitante, o destaque foi Karl-Anthony Towns, responsável por 26 pontos. Andrew Wiggins contribuiu com 23.

Com o resultado, o Thunder chegou a sua 19ª vitória em 31 jogos disputados. Ocupa agora a sexta colocação da Conferência Oeste. Na mesma tabela, o Timberwolves tem nove triunfos e 21 derrotas, no 13º lugar.

Em outro bom jogo da rodada de Natal, San Antonio Spurs deu poucas chances ao irregular Chicago Bulls e venceu por 119 a 100, em casa. Em sua melhor atuação na temporada até agora, LaMarcus Aldridge anotou 33 pontos, pegou 9 rebotes e liderou os anfitriões. Kawhi Leonard contribuiu com 25 pontos e 10 rebotes, enquanto Tony Parker anotou 13 pontos e oito assistências.

Atrás no placar desde o início do jogo, o Bulls chegou a ter desvantagem de 20 pontos. Oscilante, conseguiu empatar em 63 a 63. Mas seus melhores jogadores não estavam tão inspirados quanto os do Spurs. Dwyane Wade marcou 24 pontos e seis assistências, e Jimmy Butler, 19 pontos. Rajon Rondo registrou apenas seis pontos e seis rebotes.

O brasileiro Cristiano Felício voltou a ganhar uma chance na rodada. Em nos 17 minutos em que esteve em quadra, não fez feio. Contribuiu com o Bulls ao anotar oito pontos e três rebotes.

O resultado aproximou o Spurs do Golden State Warriors, que foi batido pelo Cleveland Cavaliers, de virada, por 109 a 108, na mesma noite, em Cleveland. O Warriors segue na liderança da Conferência Oeste, com 27 vitórias e 5 derrotas. Mas agora tem o Spurs na cola, com 25 triunfos e seis derrotas. Já o Bulls é apenas o nono colocado do lado Leste, com 14 vitórias e 16 derrotas.

Pela mesma rodada, o Los Angeles Lakers enfim conseguiu derrotar o Los Angeles Clippers, pelo placar de 111 a 102. O Lakers não vencia o time da mesma cidade desde outubro de 2013, acumulando uma série de 11 derrotas seguidas. Nick Young e Timofey Mozgov lideraram o Lakers com 19 pontos cada. E tiveram as contribuições de Lou Williams e D'Angelo Russell, com 14 pontos cada.

Apesar do seu 12º triunfo (tem 22 derrotas), o Lakers segue fora da zona de classificação para os playoffs na Conferência Oeste. Ocupa o 11º lugar, contra o 4º do Clippers, dono de retrospecto mais favorável, de 22 vitórias e 10 derrotas.


Confira todos os resultados da noite de domingo:

New York Knicks 114 x 119 Boston Celtics

Cleveland Cavaliers 109 x 108 Golden State Warriors

San Antonio Spurs 119 x 100 Chicago Bulls

Oklahoma City Thunder 112 x 100 Minnesota Timberwolves

Los Angeles Lakers 111 x 102 Los Angeles Clippers


Acompanhe os jogos desta segunda-feira:

Washington Wizards x Milwaukee Bucks

Orlando Magic x Memphis Grizzlies

Brooklyn Nets x Charlotte Hornets

Detroit Pistons x Cleveland Cavaliers

Chicago Bulls x Indiana Pacers

New Orleans Pelicans x Dallas Mavericks

Houston Rockets x Phoenix Suns

Minnesota Timberwolves x Atlanta Hawks

Portland Trail Blazers x Toronto Raptors

Los Angeles Clippers x Denver Nuggets

Sacramento Kings x Philadelphia 76ers

Tudo o que sabemos sobre:
BasqueteNBAOklahoma City Thunder

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.