Yao Ming diz que China pegou 'pior grupo possível' em Pequim

Astro da seleção dona da casa acredita que pode vencer Angola e Alemanha, em grupo que ainda tem os EUA

EFE

23 de julho de 2008 | 15h56

O pivô chinês Yao Ming disse que o grupo da seleção local no torneio de basquete dos Jogos Olímpicos de Pequim é complicado, mas acredita que a equipe possa chegar às quartas-de-final. "Este foi o pior sorteio possível para a China", disse. Os anfitriões estão na Chave B, ao lado de Estados Unidos, Angola, Grécia e Alemanha. O jogador do Houston Rockets acredita que a China poderá vencer pelo menos as partidas contra angolanos e alemães. "Tenho certeza que somos melhores que Angola. Perdemos para eles em Hangzhou na semana passada, mas não estávamos em nossa melhor forma. Também não temos medo da Alemanha. Yi Jianlian evoluiu muito após jogar uma temporada na NBA e pode parar Nowitzki. E eu posso cuidar de Chris Kaman", disse. Entretanto, o pivô afirmou que a equipe chegará, no máximo, às quartas. "As outras equipes são muito fortes, mas o objetivo continua sendo chegar às quartas-de-final", disse a diário China Daily. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.