Divulgação
Divulgação

Zanon define três cortes na seleção feminina de basquete

Em São Carlos, time treina para a Copa América da modalidade

AE, Agência Estado

07 de setembro de 2013 | 19h09

SÃO CARLOS - Em preparação para a disputa da Copa América, de 21 a 28 de setembro, no México, a seleção brasileira feminina de basquete completou a terceira semana de treinos em São Carlos, no interior de São Paulo. E o técnico Luiz Augusto Zanon resolveu reduzir o grupo com três cortes, liberando a pivô Fernanda Bibiano e as alas Izabela Andrade e Jaqueline Silvestre.

Assim, o grupo para a Copa América tem agora 13 jogadoras, mas apenas 12 estão treinando em São Carlos. Principal nome da seleção brasileira, a pivô Érika está disputando a WNBA, nos Estados Unidos, e ainda não tem previsão de quando poderá se apresentar a Zanon - por isso mesmo, o técnico deixou uma atleta a mais entre as convocadas para disputar o torneio.

"Com a proximidade da Copa América, entramos em um novo período na preparação que é o de lapidar o grupo que viajará ao México. Vamos trabalhar no fortalecimento dessa equipe para chegarmos com a seleção ideal para a disputa da vaga no Mundial. Tivemos que diminuir o grupo, pois só podemos viajar com 12 jogadoras", explicou Zanon, ao definir o corte.

Apesar disso, ele manteve as portas abertas para as três atletas liberadas. "A conquista da vaga (no Mundial da Turquia, no ano que vem) nos dará ainda mais força para continuaremos com nosso processo de renovação. Todas as jogadoras que foram convocadas desde a primeira fase fazem parte deste planejamento e voltarão a ser chamadas", afirmou Zanon.

O grupo de Zanon ficou agora com as seguintes jogadoras: Adrianinha, Clarissa, Damiris, Débora, Fabiana, Joice, Karla, Nádia, Patrícia de Oliveira Ferreira, Patrícia Teixeira Ribeiro, Tainá e Tatiane, além de Érika.

A Copa América irá classificar as três primeiras colocadas para o Mundial da Turquia, no ano que vem. Atual campeão do torneio, o Brasil ficou no Grupo B, junto com Porto Rico, República Dominicana, Argentina e México - na outra chave estão Canadá, Chile, Cuba, Jamaica e Venezuela.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteseleção brasileiraZanon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.