CBB
CBB

Zé Neto admite erros da seleção de basquete: 'Nosso melhor não foi o suficiente'

Após derrota por 91 a 89 para Porto Rico, treinador ainda sonha com a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Redação, Estadao Conteudo

06 de fevereiro de 2020 | 17h14

O técnico Zé Neto admitiu que a seleção brasileira de basquete feminino cometeu muitos erros na derrota para Porto Rico, por 91 a 89, nesta quinta-feira, na primeira rodada do Pré-Olímpico de Bourges, na França.

"Sabíamos que tínhamos de defender para ganhar, mas permitimos que algumas jogadoras importantes de Porto Rico pontuassem. Nosso melhor não foi suficiente para chegarmos à vitória", disse o treinador. "Talvez eu poderia ter ajudado mais a equipe."

Zé Neto elogiou o desempenho da armadora Jennifer O'Neill, que anotou 30 pontos. "É uma das melhores jogadoras que já vi jogar. Tentamos de tudo para anular sua produção. Marcação individual, por zona, mas ela fez prevalecer sua liderança e poder de decisão."

O treinador ainda não jogou a toalha e sonha com a vaga em Tóquio. "Agora é colocar a cabeça na França", afirmou o técnico, referindo-se ao duelo deste sábado diante das anfitriões, às 16h30.

Damiris, cestinha do Brasil, com 26 pontos na partida, também lamentou o excesso de erros da equipe. "Em um jogo tão equilibrado em um campeonato deste nível, não poderíamos ter cometido esses erros."

Apesar da derrota, que força o time brasileiro a vencer Austrália, atual vice-campeã mundial, ou França, segunda colocada no último campeonato europeu, a jogadora demonstra otimismo. "Nós ainda temos chances de buscar (a vaga olímpica) e nós vamos buscar."

Damiris também destacou a atuação de O'Neill. "Sabíamos de que se trata de uma grande jogadora e de que gosta de jogos deste tipo. Foi um grande jogo dela."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.