Thierry Roge/Reuters
Thierry Roge/Reuters

Raikkonen acha que seguirá boa sequência no GP da Bélgica

Piloto finlandês sofre pressão na escuderia italiana com possível acerto do espanhol Fernando Alonso para 2010

EFE,

27 de agosto de 2009 | 14h06

O piloto finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, confia em poder prolongar este fim de semana no Grande Prêmio da Bélgica a boa sequência que lhe permitiu subir ao pódio nas duas últimas corridas. Após conseguir um segundo lugar no GP da Hungria e terminar em terceiro no GP da Europa, Raikkonen vai à Bélgica com a esperança de voltar a subir no pódio.

"Nas últimas corridas, tive um bom ritmo, e no armário onde guardo os troféus ainda resta bastante espaço. Espero que continue minha boa sequência", disse Raikkonen hoje, em seu site.

No entanto, o finlandês confessou que, para repetir suas boas atuações, terá que "render ao máximo", já que a Ferrari não quis melhorar o F60 para se concentrar no carro do próximo ano. "Tive o mesmo carro todo o verão (hemisfério norte), e cada corrida que passa é mais difícil fazer um bom papel. No entanto, em cada ocasião, tento tirar o melhor partido possível do carro", disse.

O finlandês voltará a ter como companheiro o italiano Luca Badoer, substituto do brasileiro Felipe Massa, que se machucou durante os treinos do GP da Hungria. Badoer terminou em 17.ª posição em uma prova para esquecer, por isso a Ferrari só somou os seis pontos de Raikkonen e vê a McLaren, com cinco pontos a menos, ameaçando tirar o terceiro posto da escuderia italiana no Mundial de construtores.

"O objetivo é lutar pelo terceiro lugar no Mundial de construtores, mas se só um dos dois pilotos consegue pontuar, não acho que seja algo muito realista", afirmou o finlandês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.