Filippo Venezia/Efe
Filippo Venezia/Efe

Schumacher desiste de substituir Massa

Piloto disse a canal de tevê alemão não estar na forma física ideal

Efe

11 de agosto de 2009 | 05h06

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher desistiu de substituir o brasileiro Felipe Massa na Ferrari, alegando não se encontrar na forma física ideal, informa nesta terça-feira, 11, o canal alemão NTV.

 

"Os acidentes de moto me impedem de retornar", admite Schumacher em comunicado, onde afirma também que na segunda explicou sua decisão ao presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, e ao chefe da escuderia, Stefano Domenicale.

 

Schumacher diz que nos dias anteriores fez "absolutamente tudo que foi possível" para estar pronto para o retorno, mas que as dores na nuca continuaram e ainda não se vê em condição de superá-las.

 

O alemão tinha anunciado há duas semanas que retornaria à competição na F-1 no Grande Prêmio de Valência (Espanha), em 23 de agosto, para substituir Massa.

 

A notícia gerou euforia na Alemanha, embora já houvesse a expectativa de que tudo dependeria de seu estado físico e das dores na nuca, derivadas das quedas sofridas em corridas de motos.

 

Schumacher, de 40 anos, se retirou em 2006, após sete títulos da F-1, cinco deles pilotando uma Ferrari.

 

Escolhido foi italiano

 

O substituto do piloto lesionado da escuderia Ferrari, Felipe Massa, será o italiano Luca Badoer e não o espanhol Marc Gené, segundo confirmou à Efe o departamento de imprensa da equipe italiana.

 

Sobre a escolha de Badoer e não a de Gené, recente vencedor de 24 horas de Le Mans, a assessoria se limitou a responder que a escuderia vai emitir um comunicado com o anúncio.

 

Luca Badoer disputou 51 Grandes Prêmios e o último o qual participou foi no Japão em 1999 ao volante de um Minardi-Frod, prova que abandonou pela quebra do motor. Piloto não somou nenhum ponto na classificação do mundial desde sua estreia em 1993 dirigindo um Lola.

 

Tudo o que sabemos sobre:
SchumacherMassafórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.