Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

São Paulo lamenta falhas da defesa em derrota no Maracanã

Time admite atuação ruim nos 2 a 0 contra o Fluminense

O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2015 | 07h00

Os jogadores do São Paulo definiram os vacilos na defesa como os responsáveis pela derrota por 2 a 0 para o Fluminense nesta quarta-feira, no Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Na saída de campo, o time destacou que falhas na marcação custaram os pontos perdidos na partida que marcou a estreia de Doriva como técnico da equipe na vaga do colombiano Juan Carlos Osorio.

O lance de mais lamentação do São Paulo foi o do primeiro gol do Fluminense. Luis Fabiano admitiu ter errado na marcação e deixado Fred subir sozinho para completar um escanteio de cabeça e abrir o placar, ainda no primeiro tempo. "Acho que o Fred é um jogador experiente, boa proteção de bola, é muito útil para o goleiro, protege bem a bola, dá a 'casquinha', finaliza bem. É um jogador chato para zagueiro marcar individualmente", disse o golero Rogério Ceni.

A desvantagem levou o time a avançar no segundo tempo e ao descuidar da defesa, sofreu o segundo gol, em jogada de contra-ataque finalizada por Marcos Junior. "Tentamos começar a ir para a frente, mas levamos um gol logo no começo do segundo tempo. Então o jogo ficou complicado", explicou Ceni. Depois disso, o São Paulo chegou a criar mais chances e esteve perto de diminuir.

"Jogamos bem os 20 primeiros minutos, depois o Fluminense se organizou melhor. Tivemos muitas dificuldades no jogo", disse o argentino Centurión, que entrou no segundo tempo na vaga de Rogério. "Não conseguimos marcar da forma que era para marcar. Deixamos o Fluminense criar. Agora temos que esquecer esse resultado", comentou o zagueiro Lucão.

O São Paulo treina nesta quinta-feira no Rio de Janeiro e depois retorna para a capital paulista. O próximo jogo da equipe será diante de outra equipe carioca. No domingo, o adversário será o Vasco, no Morumbi, às 16h, também pelo Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.