Antonov Mladen/AFP
Antonov Mladen/AFP

500 mil 'RGs do torcedor' foram solicitados para Copa da Rússia

Documento é obrigatório a todos que compraram ingressos para os jogos

Estadão Conteúdo

20 de abril de 2018 | 13h43

500 mil 'fan ids', o documento de identificação pessoal dos torcedores na Copa da Rússia, já foram solicitados, segundo dados revelados pelo Ministério das Comunicações e dos Meios de Comunicação do país anfitrião. O documento é obrigatório a todos os que compraram ingressos para as partidas.

+ Fifa vende mais de 160 mil ingressos para a Copa do Mundo em 24 horas

+ Decisões envolvendo o VAR serão explicadas em telões nos estádios da Copa

Junto com a entrada para as partidas, o 'Fan ID' garante uma série de facilidade para os jogos e locomoção dentro da Federação Russa, como o acesso fácil ao estádios, segundo os organizadores. Ele também dá direito a viagens gratuitas em trens especiais que conectarão as cidades-sede e nos meios de transporte público em dias de jogos. Além disso, quem portar o documento também poderá entrar na Rússia sem necessidade de visto entre um período de dez dias antes da Copa do Mundo e o dia da final.

Para obter o FAN ID, é necessário preencher um cadastro online em http://www.fan-id.ru/. A retirada do documento pode ser realizada em centros de solicitações de vistos da empresa VFS Global no mundo inteiro ou pelo correio. A emissão é realizada sem custos e apenas uma vez.

Segundo os dados revelados pelo Ministério da Comunicação Russo, os brasileiros estão em oitavo na lista dos torcedores que mais pediram o documento, com 9,7 mil solicitações. À frente, estão os cidadãos da própria Rússia, dos Estados Unidos, do México, da China, da Colômbia, da Argentina, do Peru e da Alemanha. O Egito é o nono.

Segundo os dados mais recentes da FIFA, 1.862.185 ingressos já foram adquiridos para a Copa do Mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.