Alex Silva/Estadão Contéudo
Alex Silva/Estadão Contéudo

Disputas se afunilam no Brasileiro a 10 rodadas do fim; confira projeção

Corinthians encaminha título e Vasco pode escapar da degola

O ESTADO DE S. PAULO

28 de setembro de 2015 | 07h00

O Campeonato Brasileiro chegou ontem na 28ª rodada. Agora, só faltam 10 para o fim. Com o afunilamento da competição, as brigas começam a ficar mais evidentes, como a disputa entre Corinthians e Atlético-MG pelo título, a briga pela quarta vaga da Libertadores - São Paulo, Palmeiras, Santos, Internacional almejam a vaga na competição e os clubes que buscam sair da zona de rebaixamento a tempo. 

Confira a seguir nove projeções sobre o futuro do campeonato. 

CORINTHIANS

O clube do Parque São Jorge está com 60 pontos na tabela e voltou a abrir sete pontos de vantagem para o Atlético-MG, que só empatou fora de casa com o lanterna Joinville. Com 71% de aproveitamento, o Corinthians projeta ganhar ao menos mais 15 pontos para ser campeão. E se ganhar seus jogos em casa pode atingir essa meta - e superaria a campanha do título de 2011, quando terminou com 71 pontos. Os jogos na Arena Corinthians serão contra Goiás, Flamengo, Coritiba, São Paulo e Avaí. 

TRIO DE FERRO

Corinthians, Atlético-MG e Grêmio se consolidaram nas três primeiras posições e há muito que ela não é alterada - nem mesmo entre eles. A distância do líder Corinthians para o Atlético-MG é de sete pontos, enquanto o clube mineiro está dois pontos a frente do Grêmio, que, por sua vez, está a seis pontos do quarto colocado Palmeiras. 

BRIGA PELO QUARTO LUGAR

Uma das brigas que prometem ser mais intensas nessas últimas dez rodadas do Campeonato Brasileiro será pela última vaga na Libertadores do ano que vem. Atualmente o dono da posição é o Palmeiras, com 45 pontos. No entanto, São Paulo e Flamengo também já estiveram por ali. O Santos vem de bons resultados e, na quinta posição, entrou na briga. Outros clubes correm por fora na disputa, como Internacional e até mesmo a Ponte Preta, que está em franca ascensão. 

GANGORRA

Flamengo e Internacional, ambos com 41 pontos, retratam como ninguém a instabilidade que é sempre comum no Campeonato Brasileiro. Após emendarem uma sequência de vitórias, sonharam com a Libertadores. Mas o Flamengo vem de três derrotas seguidas e já vê o sonho mais distante, enquanto o Internacional nas últimas duas rodadas empatou em casa com o Figueirense e foi derrotado pelo Santos, resultados que também o deixam mais longe da competição continental. 

FULMINANTE

A Ponte Preta perdeu para o então lanterna Vasco e se aproximava perigosamente da zona de rebaixamento. Mas em uma arrancada impressionante venceu Santos, Goiás, Fluminense e Atlético-PR e já soma 40 pontos na tabela de classificação. Na próxima rodada, enfrenta o Corinthians no Moisés Lucarelli. Se vencer o líder, pode ganhar moral para entrar inclusive na briga pelo G-4.

LADEIRA ABAIXO

Sport, Atlético-PR e Fluminense, na 10ª, 11ª e 12ª posição, respectivamente, estiveram brigando pelo G-4 no início do campeonato. Sonharam, inclusive, com o título. Mas ao longo da competição não se mostraram capazes de seguir na disputa. O Furacão perdeu as quatro últimas partidas, ao passo que o Fluminense ficou oito partidas sem vitória. O Sport é a equipe que mais empata na competição, com 13 igualdades até agora, o que fez o clube cair bastante na tabela de classificação. As três equipes agora buscam reencontrar forças e o caminho da vitória para, quem sabe, ao menos brigar pelo G-4. 

BICAMPEÃO LÁ EMBAIXO

No início da competição, todo mundo apostava no Cruzeiro como candidato ao terceiro título consecutivo da competição. Mas o desmanche na equipe, com a venda de craques como Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, fizeram o time desmoronar. A demissão de Marcelo Oliveira e a contratação de Vanderlei Luxemburgo, que fez péssima campanha, só agravaram o quadro. O time chegou a ficar bem próximo da zona de rebaixamento. Agora, com Mano Menezes no comando, a equipe mineira reagiu e chegou aos 36 pontos, 5 a mais do que a Chapecoense, primeira do Z-4.

SANTA CATARINA

No início do ano, o estado comemorou ter quatro equipes na elite do Campeonato Brasileiro, fato inédito e que mostraria a ascensão do estado como nova força do futebol do Sul. No entanto, os clubes estão decepcionando bastante e podem ser os quatro rebaixados. Atualmente, Joinvile, na lanterna, Figueirense, na 18ª posição, e Chapecoense, na 17ª, figuram na lista dos que estariam rebaixados se o campeonato acabasse hoje. Para ajudar, o Avaí, com 32 pontos no 15º lugar, também está ameaçado. 

REAÇÃO

Todo mundo dava o Vasco como rebaixado. Pudera, o clube carioca virou o returno com apenas 13 pontos, distante sete pontos do penúltimo colocado. Mas desde que Jorginho assumiu o comando do time, somado aos reforços de Nenê e Leandrão, o clube vem em uma arrancada impressionante. Já são 26 pontos - em apenas nove rodadas conquistou a mesma quantia das primeiras 19 do primeiro turno. Outro dado impressionante: nas últimas cinco partidas, o Vasco é o único dentre os 20 clubes que não perdeu um jogo sequer. Foram 4 vitórias e somente um empate.  


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.