Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Abel trabalha para manter o foco e mantém dúvida na lateral antes da final da Libertadores

Treinador terá de escolher entre Gabriel Menino e Mayke para a decisão em Montevidéu contra o Flamengo

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2021 | 05h00

A 19 dias para a final da Libertadores, um dos desafios de Abel Ferreira no Palmeiras, segundo o próprio treinador, é manter o equilíbrio e o grupo focado em suas metas estipuladas. O time engatou cinco vitórias seguidas e terá mais cinco partidas pela frente no Brasileirão antes de encarar o Flamengo na decisão continental marcada para o dia 27 em Montevidéu, no Uruguai.

"O Palmeiras, o treinador do Palmeiras e os jogadores do Palmeiras se alimentam de muito trabalho, muitas renúncias e vitórias. No futebol tudo muda muito rápido. Temos que manter o equilíbrio e foco no que são os nossos objetivos", resumiu o técnico português, preocupado, sobretudo, com o aspecto mental dos atletas.

Abel avalia que, neste período que antecede mais uma decisão de Libertadores, "tudo é mental, tudo vem da cabeça". Embora esteja satisfeito com a evolução de seus atletas, ele entende que o time não chegou ao auge. Há mais margem para evolução. 

E a manutenção do bom desempenho passa por controlar os fatores externos, como a eleição que definirá a nova presidente do clube. Leila Pereira é candidata única no pleito, que ocorre no dia 20 deste mês, a uma semana, portanto, da final em Montevidéu contra o Flamengo.

"Minha mensagem para os jogadores é: focados no que controlamos. O que passa fora são questões políticas do clube. Foquem em dar o melhor nos treinos e jogos. É o que têm feito. Focamos naquilo que controlamos", enfatizou Abel.

Quanto à escalação para a final, a 19 dias, já dá para dizer que a base está definida. A grande dúvida mora na lateral direita, em quem será o substituto de Marcos Rocha, suspenso pelo acúmulo de amarelos. As opções são o jovem Gabriel Menino e Mayke, que se recuperou de artroscopia no joelho, mas ainda precisa readquirir a melhor forma. 

"Temos duas opções para a lateral direita. Vamos ver quais nos serve. Ver os jogos que eles fizeram. Esperamos que o Mayke venha para estar com o Menino bem competitivo. Vamos ver qual vai estar disponível, ou outro. Depende das minhas ideias. Temos que nos preparar a cada treino e a cada jogo", disse Abel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.