Divulgação/Coritiba
Divulgação/Coritiba

Coritiba bate Oeste e recupera a terceira posição da Série B a duas rodadas do fim

Equipe paranaense fica mais próxima do retorno à elite do futebol brasileiro com vitória no Couto Pereira

Redação, Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2019 | 18h44

O Coritiba recuperou a terceira posição do Campeonato Brasileiro da Série B neste sábado ao vencer o Oeste por 1 a 0, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 36.ª e antepenúltima rodada. Na sexta-feira, o time paranaense havia caído para a quinta posição devido às vitórias de América-MG (2 a 1 no Vitória) e Atlético-GO (1 a 0 no Paraná).

Com 60 pontos, o Coritiba é o terceiro colocado por ter mais vitórias (16 a 15) do que o Atlético, que tem a mesma pontuação. O Sport é o segundo colocado, com 63, enquanto o Bragantino, com 72, já garantiu o acesso à Série A e o título. Quem também briga para voltar à elite é o América-MG, com 58 pontos, em quinto lugar. O Oeste, com 40, é o 15.º colocado e ainda está ameaçado de rebaixamento.

Com o apoio da torcida, o objetivo do Coritiba era resolver o jogo logo nos primeiros minutos. O time fez a esperada pressão e abriu o placar logo aos oito minutos. Giovanni, que voltou à equipe após se recuperar de lesão, fez um passe diagonal de trivela e achou William Matheus entrando na área. O lateral-esquerdo dominou e bateu forte, sem chances de defesa para o goleiro adversário.

O gol atrapalhou os planos do Oeste, que esperava segurar o 0 a 0 para tentar a sorte nos contra-ataques. E os paulistas não mostraram força para chegar ao ataque em condições de finalizar. Na espera do adversário, o Coritiba se fechou e também criou muito pouco, não merecendo ampliar o placar.

O segundo tempo foi mais agitado e com chances dos dois lados. Aos sete minutos, Mazinho descobriu Elvis na área e ele chutou forte para o goleiro Alex Muralha espalmar para escanteio. A resposta chegou aos 19, quando Giovanni cobrou falta sobre a barreira e a bola tocou na parte de cima da rede, deixando o grito de gol preso na garganta do torcedor.

O Oeste tentou de longe aos 23 minutos com Matheus Oliveira. A bola desviou em Kelvin e deixou Alex Muralha assustado. O goleiro saltou e viu a bola tirar tinta da trave.

O técnico Jorginho renovou o fôlego de seu time com a saída de Rodrigão para a entrada do jovem Igor Jesus. Depois, atendeu aos pedidos da torcida ao colocar Rafinha, voltando de lesão, no lugar do volante Serginho. A melhor chance paranaense aconteceu aos 35 minutos. Giovanni cobrou falta pelo lado direito em direção à grande área. William Matheus subiu bem de cabeça e obrigou o goleiro Matheus Cavichioli a espalmar por cima do travessão.

Renan Freitas também tentou colocar o Oeste no ataque com substituições. O treinador mandou a campo três homens ofensivos - Tite, Matheus Oliveira e Wellinton - para adiantar o seu time. Mas o Coritiba não abriu mão de sua marcação, defendendo-se praticamente com duas linhas de quatro. Apesar do futebol pobre, a torcida comemorou a importante vitória.

Nas duas últimas rodadas, o Coritiba vai receber o campeão Bragantino no próximo domingo, dia 24, e depois vai sair para encarar o Vitória, em Salvador. O Oeste jogará fora diante do ameaçado Vila Nova, nesta quarta-feira, às 19h15. Na rodada final, vai receber na Arena Barueri o Criciúma, também ameaçado de queda para a Série C.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 x 0 OESTE

CORITIBA - Alex Muralha; Felipe Mattioni, Nathan Ribeiro, Sabino e William Matheus; Matheus Salles, Serginho (Rafinha) e Giovanni; Robson, Kelvin (Matheus Bueno) e Rodrigão (Igor Jesus). Técnico: Jorginho.

OESTE - Matheus Cavichioli; Felipe Gregório (Tite), Cléber Reis, Caetano e Salomão; Thiaguinho, Matheus Jussa, Elvis e Mazinho (Wellinton); Roberto (Matheus Oliveira) e Fábio. Técnico: Renan Freitas.

GOL - William Matheus, aos 8 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Andrey da Silva e Silva (PA).

CARTÕES AMARELOS - Robson e Rafinha (Coritiba); Cléber Reis (Oeste).

RENDA - R$ 394.870,90.

PÚBICO - 21.476 pagantes (22.349 no total).

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.