Sebastião Moreira/Estadão
Sebastião Moreira/Estadão

A contagem regressiva de Ceni: goleiro abre caminho para decisão

Em 2001, capitão do São Paulo marca e ajuda a eliminar o Coritiba

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de julho de 2015 | 07h00

Em 2001 o goleiro Rogério Ceni ainda iniciava o currículo de gols de falta e usou dessa especialidade para encaminhar a classificação do São Paulo para uma decisão. Naquele ano, o time chegou à final da Copa dos Campeões com a ajuda de bela cobrança do capitão na vitória sobre o Coritiba, adversário que a equipe do Morumbi enfrenta neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Curiosamente, nos 2 a 0 sobre o clube paranaense, em João Pessoa, o outro gol veio de outro jogador que também está no elenco atualmente. Luis Fabiano abriu o placar no jogo de ida da semifinal. Na volta, em Maceió, deu novamente São Paulo, com vitória por 4 a 1.

O Estado relembra essa partida como outro capítulo da retrospectiva especial de jogos inesquecíveis do goleiro Rogério Ceni. Esse resgate histórico antecipa a preparação para a homenagem à aposentadoria do goleiro, que aos 42 anos deve dar adeus ao futebol no fim da temporada.

Na quente tarde de 30 de junho o São Paulo, representante no torneio por ser o campeão do Torneio Rio-São Paulo, encara o Coritiba, vencedor da Copa Sul Minas. Sob o calor da capital paraibana, o jogo começou lento no primeiro tempo até o meia Souza entrar e dar mais qualidade à equipe.

O atacante Luis Fabiano abriu o placar aos 22 minutos do segundo tempo e cinco minutos depois, o goleiro cobrou falta para ampliar. O gol foi apenas o 21º da carreira de Rogério Ceni, que atualmente já tem 129 tentos marcados pelo clube.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 0 x 2 SÃO PAULO

30/6/2001 - COPA DOS CAMPEÕES

CORITIBA: Marcelo Cruz; Allan, Paulo Roberto e Max Sandro; Juliano, Messias, Reginaldo Nascimento (Alexandre), Mabília (Leandro) e Marquinhos (Chris); Enílton e Evair. Técnico: Ivo Wortmann.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Reginaldo Araújo (Fabiano), Jean, Wilson e Gustavo Nery; Alexandre, Douglas, Fábio Simplício e Carlos Miguel (Souza); Luis Fabiano e França. Técnico: Nelsinho Baptista.

GOLS: Luis Fabiano, aos 22, e Rogério Ceni, aos 27 minutos do segundo tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.