Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

'A diretoria mantém enquanto confiar no trabalho', diz Dorival após eliminação no Paulistão

Santos é derrotado nos pênaltis pela Ponte Preta por 5 a 4

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2017 | 23h09

O Santos está fora das finais do Campeonato Paulista pela primeira vez desde 2008 após ser derrotado nos pênaltis pela Ponte Preta nesta segunda-feira, no Pacaembu. Apesar da desclassificação, o técnico Doriva Júnior ficou satisfeito com a atuação santista.

“Nós atacamos e a Ponte teve competência para se defender. Lamentamos não ter alcançado os gols necessários. Faltaram os gols”, disse o técnico Dorival Junior em entrevista coletiva no Pacaembu nesta segunda-feira.

O treinador santista reconhece que a pressão por uma eventual demissão vai aumentar nos próximos dias. O Santos é o único grande fora das semifinais do torneio. “A pressão existe a partir do momento que você não faça o resultado. Isso é de time grande. Faz parte. É um cargo de confiança. A diretoria mantém até o momento em que confiar no trabalho. Mas eu não me preocupa com isso”, afirmou Dorival.

Embora o Santos tenha tido dificuldades durante a fase de grupos e só assumiu a liderança do grupo na reta final – foram cinco derrotas na competição -, Dorival destaca a evolução da equipe dentro de campo. “O Santos está voltando a jogar bem. Pela primeira vez, não disputamos as finais do Campeonato Paulista. É o futebol. Em algum momento essa sequência seria quebrada”, conformou-se o treinador.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.