Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

À espera de decisão, Lucas Lima prevê clima de guerra em São Januário

Meia do Palmeiras afirma que partida de domingo deve ser complicada, principalmente pela necessidade do Vasco vencer

O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2018 | 14h04

O meia Lucas Lima, do Palmeiras, revelou nesta sexta-feira estar bastante ansioso para o jogo com o Vasco, domingo, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva na Academia de Futebol, o jogador afirmou viver um momento especial na carreira e disse prever um clima tenso no estádio, já que o adversário tenta fugir do risco de rebaixamento.

Apesar de ter vencido o São Paulo nesta quinta-feira por 2 a 0, o Vasco ainda precisa somar mais pontos para fugir do descenso. "Eles estão vivendo um muito difícil. Sabemos também que é muito difícil jogar contra o Vasco lá. Vamos ter uma guerra. Acredito que eles vão estar mais motivados pela vitória. Mas temos a nossa motivação e nosso objetivo", afirmou o jogador.

O Palmeiras vai garantir o título do Campeonato Brasileiro se vencer o Vasco. A conquista também pode ser confirmada caso o concorrente direto, o Flamengo não derrote o Cruzeiro, no Mineirão. Para Lucas Lima, a expectativa é especial, por se tratar do possível primeiro título brasileiro que o meia pode conquistar na carreira.

Inclusive, o jogador comentou que o time está ansioso para sentir a recepção da torcida tanto no aeroporto em São Paulo antes da partida, como na chegada ao Rio. "Chegamos até com essa condição de título graças à nossa torcida. Não só de irem ao aeroporto ou não, mas por irem ao estádio em todos os jogos. É casa cheia não só aqui e fora também. Isso nos motiva ainda mais. Vamos dar a vida para trazer esse título", afirmou.

Nesta sexta-feira o Palmeiras treinou pela manhã, na Academia de Futebol, em atividade fechada à imprensa. O time volta ao trabalho no sábado, antes do embarque ao Rio, onde enfrenta o Vasco em São Januário às 17h.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.