Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

À espera de duelo com Real Madrid, Grêmio chega em Abu Dabi para final do Mundial

Time projeta presença maior da torcida tricolor na partida decisiva

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2017 | 11h54

Depois de estrear no Mundial de Clubes da Fifa com uma vitória por 1 a 0 sobre o Pachuca, na última terça-feira, na cidade de Al Ain, o Grêmio desembarcou há pouco em Abu Dabi, onde sábado disputará a final da competição. O time gaúcho já vislumbra um provável decisão com o poderoso Real Madrid, que nesta quarta enfrenta o Al Jazira, às 15 horas (de Brasília), na outra semifinal do torneio.

+ Favorito, Real Madrid encara Al Jazira para confirmar vaga na final

+ Renato Gaúcho pode ser o 5º campeão mundial como jogador e técnico

Na terça-feira, a equipe gremista só conseguiu triunfar contra o adversário mexicano após fazer um gol no primeiro tempo da prorrogação, marcado por Everton, depois de empate por 0 a 0 no tempo normal na abertura de sua campanha neste Mundial realizado nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo informação do site oficial do Grêmio, cerca de 6.200 torcedores do clube estiveram presentes para apoiar a equipe no triunfo obtido no estádio Hazza bin Zayed, em Al Ain. "A promessa é que esse número seja ainda maior na grande final, tendo em vista que muitos gremistas ainda não desembarcaram em solo árabe", projetou o time, por meio de nota publicada em seu site oficial nesta quarta.

Campeão mundial em 1983, quando superou o Hamburgo com dois gols de Renato Gaúcho, hoje técnico gremista, a equipe gaúcha também foi vice-campeã do mundo em 1995, então caindo nos pênaltis diante do Ajax, da Holanda, após empate por 0 a 0 no tempo normal.

O jogo entre Real Madrid e Al Jazira será em Abu Dabi, onde o time anfitrião, que conta com o atacante brasileiro Romarinho, desafiará o amplo favoritismo dos atuais bicampeões europeus. Esta quarta-feira, por sinal, será de folga para todos os jogadores do Grêmio que enfrentaram o Pachuca na última terça, enquanto atletas que não encararam o rival mexicano realizaram um trabalho físico na academia antes de a delegação gremista deixar Al Ain.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMundial de ClubesGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.