Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

À espera de Levir e com Elano interino, Santos mira reabilitação

Treinador foi contratado na terça-feira e será anunciado nesta quarta

O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2017 | 07h00

À espera de Levir Culpi, que será confirmado nesta quarta-feira como novo treinador, o Santos terá de superar a turbulência dos últimos dias, provocada pela demissão de Dorival Júnior, para bater o Botafogo, às 21 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, e se recuperar no Campeonato Brasileiro, em sua quinta rodada, após duas derrotas seguidas.

A saída de Dorival Júnior provocou especulações sobre rachaduras no ambiente santista, especialmente entre alguns jogadores mais experientes e o auxiliar técnico Lucas Silvestre, filho do técnico. O próprio presidente do clube, Modesto Roma Júnior, disse em entrevistas que os números de agora ex-treinador eram satisfatórios. O comandante deixou o Santos, após quase dois anos à frente do time, com quase 65% de aproveitamento.

Elano, que compunha a comissão técnica, passou a comandar o grupo interinamente até a chegada do novo técnico. E o ex-volante - que se aposentou dos gramados recentemente - assumiu com um discurso forte, procurando demonstrar personalidade e promovendo uma série de mudanças na equipe em relação às últimas apresentações no Brasileirão - quedas para Cruzeiro, na Vila Belmiro, e Corinthians, em Itaquera.

O interino frisou, em entrevista coletiva nesta terça-feira, que é contra a improvisação de jogadores para suprir carências da equipe. Elano afirmou que prefere aproveitar o atleta em sua posição de origem. Por isso, decidiu dar oportunidades para nomes do elenco que até então eram pouco utilizados, quase desconhecidos por parte da torcida.

Entre eles está o meio-campista Emiliano Vecchio (que quase deixou o clube) e o jovem atacante Arthur Gomes, de apenas 18 anos. O argentino será testado no duelo contra os cariocas como substituto de Lucas Lima, camisa 10 e principal nome santista, afastado por lesão muscular.

"Não temos jogadores com a característica do Lucas Lima, então temos que procurar. Tenho minhas ideias e acho que o Vecchio se encaixa naquilo que eu gosto. (Rafael) Longuine e (Leo) Cittadini também, mas acho que o Vecchio merece neste momento, assim como Arthur. Todos de beirada (que atuam pelos lados do campo) tiveram oportunidade, acho que o Arthur merece e ele está escalado agora", avaliou Elano.

Além de Lucas Lima, o treinador também não poderá contar com o lateral-esquerdo Zeca, com dores na panturrilha - lesão sentida na partida contra o Cruzeiro. O jogador também havia ficado de fora do clássico contra o Corinthians. Para o lugar dele, o escolhido foi Matheus Ribeiro, mais um daqueles atletas pouco aproveitados pelo ex-treinador.

A grande dúvida de Elano para definir os 11 titulares para enfrentar o Botafogo é o centroavante Ricardo Oliveira. Com dores no tornozelo direito, o camisa 9 ainda não está confirmado para o jogo. Caso não reúna condições para atuar, deverá ser substituído por Kayke, que comporia o ataque com Vitor Bueno e Arthur Gomes.

FICHA TÉCNICA

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Vecchio; Vitor Bueno, Arthur Gomes e Ricardo Oliveira (Kayke). Técnico: Elano (interino).

BOTAFOGO - Helton; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Dudu e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura

ÁRBITRO - Jailson Macedo Freitas (BA)

HORÁRIO - 21H

NA TV: Pay-per-view

LOCAL -  Pacaembu, em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.