Matheus Pimenta/RCortez/Ascom CSA
Matheus Pimenta/RCortez/Ascom CSA

À espera de proposta de chineses, CSA busca a primeira vitória no Brasileirão

O time quer aproveitar o bom momento após empate de 1 a 1 contra o Palmeiras na rodada anterior

Redação, Estadao Conteudo

05 de maio de 2019 | 13h50

O interesse de uma empresa chinesa em comprar o clube por R$ 100 milhões tomou conta do noticiário do CSA nos últimos dias. Apesar de não conseguirem ficar alheios a tudo isso, o técnico Marcelo Cabo e os jogadores vão precisar se concentrar no jogo deste domingo, contra o Santos, às 16 horas, no estádio Rei Pelé, pela terceira rodada do Brasileirão.

"Surgiu essa proposta de tornar o clube privado. Nós estamos iniciando o processo de negociação comercial para que possamos dar continuidade a essa conversa. O nome CSA permanecerá para sempre. O que mudará será o investimento e a administração", explicou o presidente Rafael Tenório.

O técnico Marcelo Cabo, porém, procurou focar apenas na preparação do time que vai em busca da primeira vitória depois de ter empatado com o Palmeiras, por 1 a 1, também em Maceió (AL). A atuação do time diante do atual campeão brasileiro, inclusive, agradou. Apagou a má imagem deixada na goleada sofrida na estreia diante do Ceará, por 4 a 0.

Uma mudança certa é no meio-campo. O argentino Chaco Maidana foi vetado pelo departamento médico com uma lesão muscular na coxa esquerda e dá lugar para Matheus Sávio, autor do gol de empate na última rodada. Existe uma dúvida no gol: João Carlos retorna de suspensão, mas Jordi foi um dos melhores em campo contra o Palmeiras.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    CsaCampeonato Brasileiro de Futebol

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.