Paulo Fernandes/ Vasco
Paulo Fernandes/ Vasco

A exemplo de Flamengo e Botafogo, Vasco também demite colaboradores

Clube afirma que tais medidas não seriam adotadas não fossem no intuito de assegurar a sobrevivência financeira durante a pandemia

Redação, Estadao Conteudo

11 de maio de 2020 | 22h55

O Vasco anunciou, nesta segunda-feira à noite, a demissão de colaboradores por causa dos problemas causados pela pandemia do coronavírus. O clube publicou uma nota oficial em seu site.

O clube de São Januário repete a atitude de seus rivais Flamengo e Botafogo, que também já demitiram funcionários. O Fluminense é o único time grande do Rio a não dispensar colaboradores.

"Em um primeiro momento, no intuito de salvaguardar empregos, a Diretoria Administrativa optou por reduzir os vencimentos de alguns funcionários e suspender temporariamente o contrato de trabalho de outros, com base na Medida Provisória 936/2020, publicada no dia 1/04/2020. Lamentavelmente, diante das circunstâncias, foi preciso tomar medidas mais duras", disse a nota.

No fim do comunicado, o Vasco agradece aos funcionários "pelo profissionalismo" e afirmou que "tais medidas não seriam adotadas não fossem no intuito de assegurar a sobrevivência financeira do clube".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.