A má fase do Santos acabou de vez, acredita Márcio Fernandes

Técnico reforça discurso que trabalho está voltado para garantir vaga na Copa Sul-Americana

Redação

19 de outubro de 2008 | 10h45

A vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, fora de casa, foi muito comemorada pelos jogadores do Santos, mas em especial pelo técnico Márcio Fernandes, que vê este triunfo como sendo o término definitivo da possibilidade de rebaixamento da equipe no Brasileirão. "Nunca pensei em tirar o clube do rebaixamento, e sim classificá-lo para a Copa Sul-Americana".Veja também: Santos vence o Botafogo e conquista 2.ª vitória fora de casaAgora com 36 pontos, o Santos abriu oito pontos para o primeiro clube na zona de rebaixamento, o Atlético-PR, que também já jogou pela 30.ª rodada. Além disso, o clube praiano está na zona de classificação para a Copa Sul-Americana do ano que vem. "A vitória fora de casa, diante de um clube como o Botafogo, mostra que a equipe melhorou e está no caminho certo", comentou o treinador.MÉRITO É DO SANTOSO Botafogo perdeu o meio-campo Lúcio Flávio ainda no primeiro tempo, o que foi, para o técnico Ney Franco, uma das razões pelas quais sua equipe perdeu. Já Márcio Fernandes discorda. "É claro que eles [Botafogo]perderam um jogador importante, mas pelo que eu vi, eu tenho que dizer que foi um grande jogo em que o Santos teve a felicidade de vencer, pois foi melhor."FÁBIO COSTAMárcio Fernandes não hesitou em elogiar o retorno de Fábio Costa, que estava afastado da equipe havia três meses. O goleiro fez importantes defesas no primeiro tempo, quando o jogo estava empatado. "Falar sobre o Fábio Costa é chover no molhado. Um jogador de passagem de sucesso no Santos e em outras equipes é sempre importante na equipe, e eu sempre gosto de ter ao meu lado jogadores vencedores, que têm gana."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.