Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

A menos de uma semana de decisão, Cuéllar pede foco do Fla em jogo contra o Avaí

Volante colombiano foi um dos nomes da vitória por 4 a 0 sobre a Chapecoense pela Copa Sul-Americana

Estadão Conteúdo

21 de setembro de 2017 | 17h57

O volante Gustavo Cuéllar, do Flamengo, pediu foco ao elenco do time rubro-negro no compromisso contra o Avaí, no sábado, às 19 horas, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O colombiano quer que os jogadores deixem um pouco de lado a expectativa pela decisão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, na quarta-feira da semana que vem.

Autor de um dos gols da vitória por 4 a 0 da equipe carioca sobre a Chapecoense, nesta quarta, no Rio de Janeiro, que classificou o Flamengo para as quartas de final da Copa Sul-Americana, Cuéllar reconheceu a dificuldade de conter a ansiedade. Mas o colombiano - que poderá ser poupado pelo técnico Reinaldo Rueda no sábado - garantiu que está preparado para enfrentar a maratona de jogos decisivos nos próximos dias.

"Difícil mesmo (mudar o foco). Porque a gente (tem) agora o Brasileiro e a Copa do Brasil. Temos muito campeonato no Brasil, tem Sul-Americana, Libertadores, o Brasileiro, a Primeira Liga. É muito difícil trocar de 'chip', como se fala. Mas é primeiro o Avaí e depois o Cruzeiro. Estou 100% à disposição do treinador e acho que o time todo terminou bem a partida e todo o elenco vai estar pronto para o Avaí. Senão, se reservar para a grande decisão que é a final da Copa do Brasil", destacou o colombiano em entrevista coletiva nesta quinta, no CT Ninho do Urubu.

Cuéllar comemorou a sequência de jogos que tem conseguido fazer neste ano. Ele também revelou que a chegada do técnico Rueda lhe deu mais confiança, além de um novo ânimo para seguir na busca por uma vaga no time titular do Flamengo e fazer uma grande temporada em 2018, pois também nutre o sonho de disputar a Copa do Mundo da Rússia pela Colômbia.

"Meu trabalho não mudou nada. Sempre trabalhei da mesma forma, desde o ano passado, quando cheguei no Flamengo. Infelizmente, não estava conseguindo. Agora, com a troca de treinador, está me dando um pouco de confiança. O fato de ele (Rueda) ter me conhecido na Colômbia foi importante para mim. Isso está sendo a diferença. Não posso cair de nível para me manter no Flamengo e na seleção também", projetou Cuellar.

Apesar da motivação, o meio-campista colombiano poderá ser poupado para a partida contra o Avaí, assim como outros titulares. No treino desta quinta, sem os titulares que encararam a Chapecoense, Rueda colocou em campo a seguinte formação: Alex Muralha; Rodinei, Rafael Vaz, Rhodolfo e Renê; Márcio Araújo, Mancuello e Geuvânio; Matheus Sávio, Gabriel e Paquetá.

Tudo o que sabemos sobre:
Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.