Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

A pedido da Fifa, Uruguai e Portugal não treinam em local do jogo

Entidade quer preservar o gramado do Fisht Stadium, em Sochi, onde no sábado as equipes se enfrentam pelas oitavas da Copa

Estadão Conteúdo

28 Junho 2018 | 20h00

Por solicitação da Fifa, Uruguai e Portugal não vão treinar nesta sexta-feira no Fisht Stadium, em Sochi, local da partida válida pelas oitavas de final da Copa do Mundo, marcada para este sábado, às 15 horas (de Brasília). A medida visa preservar o gramado para que esteja na melhor condição possível.

+ Uruguai confia na boa fase de Cavani e Suárez para superar Portugal nas oitavas

+ Uruguai fecha último treino antes de viajar e mantém Giménez como dúvida

+ Com dores musculares, Guerreiro e Martins desfalcam Portugal em treino

O Uruguai desembarcou na noite desta quinta-feira na cidade. Nesta sexta, o técnico Óscar Tabárez e um jogador concederão entrevista coletiva no palco do duelo. Mas, à noite, está previsto treinamento no estádio Park Arena, informou a Associação Uruguai de Futebol (AUF, na sigla em espanhol), em comunicado oficial.

"Deve-se notar que a atividade não será no cenário da partida, já que a Fifa fez um pedido direto às seleções para que o gramado tenha uma melhor recuperação e chegue em condições", destacou a entidade.

Melhor para Portugal, que já jogou no Fisht Stadium neste Mundial - na estreia diante da Espanha (empate por 3 a 3), no último dia 15. Esse foi um dos quatro jogos da Copa da Rússia no estádio até agora. Também foram registradas lá as vitórias da Bélgica sobre o Panamá (3 a 0), da Alemanha para cima da Suécia (2 a 1) e do Peru diante da Austrália (2 a 0). Além de Uruguai e Portugal, Sochi vai receber ainda um jogo das quartas de final.

 

A seleção celeste tem uma dúvida para o confronto com os europeus. O zagueiro José Giménez voltou a treinar na última quarta-feira após desfalcar a equipe na última partida da primeira fase da Copa do Mundo contra a Rússia. A possibilidade de ele atuar é grande, mas, se não tiver condições, Sebastian Coates está sendo preparado para entrar em seu lugar outra vez.

O Uruguai venceu os três jogos da primeira fase - contra Egito, Arábia Saudita e Rússia -, fez cinco gols e não foi vazado.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.