Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A pedido de Dudu, Palmeiras recusa proposta da China pelo atacante

Capitão do time manifesta vontade de continuar no clube, mesmo com oferta de cerca de R$ 50 milhões

O Estado de S. Paulo

23 Janeiro 2018 | 12h21

O atacante Dudu pediu para o Palmeiras não aceitar uma proposta elevada do futebol chinês para deixar o clube. O jogador e o diretor de futebol Alexandre Mattos apareceram à sala de entrevistas na Academia de Futebol nesta terça-feira para explicar o assunto. Os dois reconheceram se tratar de uma oportunidade vantajosa economicamente, porém explicaram que a decisão de Dudu pesou.

+ Crefisa refaz contrato com o Palmeiras e ajuda com Lucas Lima

+ Podcast Palmeiras: Borja começa a deslanchar e cria boa expectativa

A quarta proposta da China veio do Changchun Yatai, em valor aproximado de R$ 50 milhões. A oferta levou o clube até mesmo a mudar a programação de entrevistas. O atacante Willian estava escalado para falar com os jornalistas, até de última hora Mattos e Dudu pedirem para explicar a negociação. "A coisa não é boa para ele, é excepcional. Mas um fato pesou muito para ele, o amor que ele tem pelo clube. O Dudu compreendeu que para tornar a referência, que ele já é, tem necessidade e vai ganhar muito aqui", disse Mattos.

O dirigente elogiou a postura do atacante em desejar permanecer, mesmo com uma proposta mais rentável. "Dudu está no Palmeiras e não será vendido exclusivamente por vontade dele. Não significa que ele vai aposentar aqui, não significa que não vá sair ainda esse ano, mas nesse momento a felicidade dele pesou mais do que o lado econômico", disse. O jogador está no clube desde 2015 e foi campeão da Copa do Brasil daquele ano e do Campeonato Brasileiro na temporada seguinte.

Dudu explicou ter decidido continuar no Palmeiras por se identificar com o clube, pela família gostar da cidade e por ter o projeto de ganhar mais títulos pela equipe. "Era muito dinheiro. A maioria dos jogadores vai para lá ganhando muito dinheiro. Mas eu construí uma relação de carinho com a torcida aqui, sou muito feliz aqui", comentou o capitão.

Depois dessa nova investida chinesa, Dudu não descarta um dia aceitar a ideia de ir para a Ásia. "Agradeci ao pessoal da China, é quarta vez que eles tentam me levar para lá. Eu disse que tinha meus objetivos no Palmeiras e falei quem sabe no futuro, nos próximos anos, podemos conversar", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Dudu

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.