Ricardo Moraes/AFP
Ricardo Moraes/AFP

Abel revela segredos dos técnicos portugueses: 'nós compartilhamos experiências e conhecimentos'

Treinador do Palmeiras ganha parabéns do presidente de Portugal pelo sucesso no Brasil e pode ainda conseguir façanhas maiores como o Mundial da Fifa

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2021 | 08h30

Abel Ferreira, do Palmeiras, pode em um intervalo de cinco semanas mudar do status de um treinador sem títulos para um que tem as mais valiosas e cobiçadas conquistas para um time sul-americano. O português de 42 anos conquistou a primeira taça da carreira ao vencer a Copa Libertadores no último sábado e agora trabalha para acrescentar ao currículo o Mundial de Clubes. Em março, tem a decisão da Copa do Brasil, diante do Grêmio. As façanhas têm causado repercussão até mesmo em Portugal, com direito a telefonema do presidente do país.

De 30 janeiro até 7 de março, data da decisão da Copa do Brasil, Abel viverá cinco semanas intensas e capazes de transformar a carreira desse jovem treinador. O título da Libertadores já o fez subir um grande degrau para quem não tinha conquista nenhuma no futebol. A chance de ir mais longe motiva o português a sonhar. Ele foi cumprimentado pelo presidente do seu país após a Libertadores, chorou ao falar da solidão no Brasil, longe das filhas e da família, admitiu ser um pai ruim, um marido ruim e amigo ruim e um parente ruim, pelas ausências, mas confessa ser um bom treinador, pela dedicação ao trabalho.

"Ainda há muito a trilhar. É bom sentir essa emoção de ser campeão, mas tem mais coisas a conquistar", disse Abel. O português só havia conquistado como treinador títulos nas categorias de base do Sporting. Mesmo como jogador do clube lisboeta, Abel acumulou apenas quatro conquistas: duas Copas de Portugal e outras duas Supercopas do país.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Ainda há muito a trilhar. É bom sentir essa emoção de ser campeão, mas tem mais coisas a conquistar
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Abel Ferreira, Técnico do Palmeiras

Se vencer o Mundial de Clubes no Catar, o português vai agregar ao currículo de treinador a segunda conquista da carreira, e a mais importante do Palmeiras. A terceira pode vir semanas depois, já que em 28 de fevereiro e 7 de março o Palmeiras terá a decisão contra o Grêmio, da Copa do Brasil. A equipe já está garantida em 2021 em outra disputa de título. Por ter sido campeão da Libertadores, o time vai encarar o campeão da Sul-Americana, o Defensa Y Justicia, da Argentina, pela Recopa. Será mais uma chance de Abel erguer uma taça.

A sequência de decisões e de bons resultados pode fazer o treinador entrar para a história mesmo em tão pouco tempo de clube. O português estava no PAOK, da Grécia, até outubro e desembarcou no futebol brasileiro no início de novembro. O Palmeiras ganhou a Libertadores, está na final da Copa do Brasil e teve um bom aproveitamento no Brasileirão. Sob o comando dele, o time conquistou cerca de 60% dos pontos disputados.

"Em Portugal, nós compartilhamos conhecimento e experiência, e cada um faz o seu caminho. Acima de tudo, (o meu trabalho) foi indicar um caminho e, de uma forma simples, foram construindo uma forma de jogar coletivamente", explicou Abel. Discreto, o português prefere dividir os méritos com os jogadores e membros da comissão técnica, mas tem a noção do quanto tem conseguido fazer história no Brasil. Ele caiu nas graças dos palmeirenses antes mesmo da conquista da Libertadores, a segunda na história do clube.

ORGULHO

Os feitos de Abel têm causado repercussão em Portugal. A imprensa local deu destaque à conquista da Libertadores e enfatizou mais um trabalho competente feito por um português em outro país. A mesma escola que formou José Mourinho, Jorge Jesus, Nuno Espírito Santo e tantos outros profissionais, vê um outro compatriota fazendo sucesso do outro lado do Atlântico.

Para o presidente da Associação Nacional dos Treinadores de Futebol de Portugal (ANTF), José Pereira, os resultados de Abel Ferreira no Palmeiras são motivo de orgulho para os compatriotas. "Para nós é formidável esse sucesso. O Abel é jovem e dá corpo à formação que pregamos para nossos técnicos, com competência, filosofia de trabalho, planejamento de ações e qualidade. Ver o sucesso dele é um grande prazer para nós", disse ao Estadão.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Para nós é formidável esse sucesso. O Abel é jovem e dá corpo à formação que pregamos para nossos técnicos
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
José Pereira, Presidente da Associação Nacional dos Treinadores de Futebol de Portugal

Até quem jogou com Abel nos tempos de Sporting se sente feliz com os resultados. O ex-atacante Hélder Postiga disputou as Copas de 2006 e 2014 por Portugal e tem torcido demais pelo ex-companheiro. "Sinto muito orgulho do Abel. Tenho a oportunidade de ser amigo dele. Além de ser um grande profissional, tem mostrado competência e conseguido impor sucesso. O trabalho dele é motivo de orgulho para todos os portugueses", comentou.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
O trabalho dele (Abel Ferreira) é motivo de orgulho para todos os portugueses
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Hélder Postiga, Ex-atacante

O orgulho do povo português se materializou no sábado. Ainda no vestiário do Maracanã, o treinador recebeu a ligação do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, que o cumprimentou pela conquista. "Para mim é um orgulho tremendo receber uma mensagem e uma chamada dele, do presidente. Quero agradecer-lhe em meu nome e da minha equipe técnica, como portugueses que somos", disse Abel sábado.

TRÊS PERGUNTAS PARA...

José Pereira, presidente da Associação Nacional dos Treinadores de Futebol de Portugal (ANTF)

Por que os técnicos brasileiros têm feito tanto sucesso no Brasil?

Os portugueses têm podido acrescentar alguma coisa ao futebol brasileiro. Nós nos sentimos felizes por isso. Não somos nem mais nem menos espertos que os treinadores brasileiros. Os portugueses se sentem mais à vontade no Brasil pelo idioma, pela cultura e pela relação histórica. Os brasileiros são acolhedores e dóceis.

Quais os segredos da formação dos técnicos portugueses?

Há uma formação sólida em psicologia e métodos de treinamento. Sentimos uma paixão grande pelo futebol e procuramos desenvolver e esquematizar tudo nas equipes. O técnico tem sempre de pensar nesse esquema: para onde ir, o que fazer e como fazer para ter sucesso.

Qual foi a repercussão do título da Libertadores em Portugal?

Os veículos de comunicação deram grande destaque ao título do Palmeiras. Nós aprendemos muito com o futebol do Brasil. E o título do Abel nos deu um orgulho muito grande, pois se trata de uma conquista continental em um país que domina o futebol, como é o caso do Brasil. Sinto a satisfação de saber que nós, como escola de formação, estamos fazendo o trabalho certo. Isso valoriza demais o nosso trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.