Paulo Pinto/Estadão
Paulo Pinto/Estadão

'A seleção brasileira ainda não jogou', critica Luizão

Pentacampeão em 2002, ex-atacante pede que time de Tite recupere confiança para convencer na Copa

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2018 | 05h00

Pentacampeão do mundo no time de Luiz Felipe Scolari em 2002, o ex-atacante Luizão avalia que a seleção brasileira precisa recuperar a confiança para estar de vez na briga pelo título na Rússia. Em entrevista ao Estado, ele sugere Douglas Costa, fora do próximo jogo do Brasil por lesão, e Firmino no time titular para a sequência do torneio, além de destacar a boa fase de Philippe Coutinho.

+ 'Neymar sabe bem o que ele representa', afirma Juninho Paulista

+ Rivellino vê Brasil em evolução, mas critica início da seleção na Copa

+ Leão analisa Brasil na Copa: 'Sustos vieram para correções serem feitas'

Luizão diz estar com o otimismo contido após o tropeço do Brasil diante da Suíça (empate por 1 a 1) e da vitória suada, obtida somente nos acréscimos, sobre a Costa Rica por 2 a 0, sexta-feira. “O otimismo está em 50%. Ainda temos que analisar os próximos jogos, ainda mais depois dessa vitória sofrida (sobre a Costa Rica). Temos que ver como a equipe vai se comportar daqui para frente para que a gente possa ter uma avaliação de como vai ser.”

Para o ex-atacante, a seleção de Tite ainda não mostrou todo seu potencial em solo russo depois de fazer a melhor campanha nas Eliminatórias Sul-Americanas e colecionar boas atuações em amistosos.

“A equipe precisa ganhar confiança, jogar. O Brasil ainda não jogou”, crava o pentacampeão. “A partir de agora, a expectativa é de que eles possam jogar aquele futebol bonito que vinham apresentando.”

O ex-jogador não cita motivos que possam ter afetado a seleção neste início de Mundial, mas destaca que é necessário que os jogadores estejam confiantes dentro de campo. “Jogar Eliminatórias e amistosos é uma coisa. A Copa é outra. E é aqui que você conhece o jogador. Lógico que a estreia, você sente. Mas penso que eles precisam ganhar confiança.”

Após a suada vitória brasileira sobre os adversários da América Central, Luizão minimiza as críticas a Tite e cobra ação dos atletas em campo.

 

“O Tite é um bom comandante, tem uma equipe de apoio fantástica, mas não entra em campo. Quem entra em campo são os jogadores”, pondera o ex-jogador, que espera atuações diferenciadas de Neymar e aposta nos hoje reservas Douglas Costa e Roberto Firmino. Para ele, deveriam estar no time titular.

“Tomara que o Neymar comece a jogar. Ele é um jogador diferenciado, mas certamente sentiu a pressão. A gente viu que o time não depende só dele. Tem outros jogadores que estão muito bem. O Douglas Costa entrou muito bem, o Coutinho está tendo uma Copa maravilhosa e está sendo nosso melhor jogador até agora. Para mim, Douglas Costa não pode ficar fora do time. E eu colocaria o Firmino no lugar do (Gabriel) Jesus", disse antes da lesão de Douglas Costa ser revelada.

Luizão ainda diz ter se surpreendido com os tropeços de outras seleções apontadas como favoritas a brigar pelo título. A Argentina apenas empatou com a estreante Islândia por 1 a 1 e perdeu para a Croácia por 3 a 0. A Alemanha perdeu para o México por 1 a 0. Em tom bem-humorado, Luizão faz o alerta para os riscos de reação desses times. “Essas estreias me surpreenderam muito. Mas penso que essas seleções podem se reerguer. E se isso acontecer, estamos f...”

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.