Grêmio/Divulgação
Grêmio/Divulgação

Abalado, Grêmio tenta esquecer eliminação e mira reabilitação no Brasileiro

Renato Gaúcho deve promover grandes mudanças na escalação do time para jogo com o Botafogo

Redação, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2019 | 13h41

Abalado pela dura goleada sofrida para o Flamengo na última quarta-feira, o Grêmio não tem tempo para lamentar a eliminação na semifinal na Copa Libertadores e passa a se concentrar inteiramente no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, às 16 horas, o time gaúcho encara o Botafogo, em Porto Alegre. A partida é valida pela 28ª rodada.

O Grêmio tem 41 pontos e está fora do grupo que vai à Libertadores. Chegou a ficar entre os seis primeiros colocados depois de emplacar bons resultados, mas amargou duas derrotas consecutivas para Bahia e Fortaleza e caiu na tabela.

Portanto, o time gaúcho terá de processar rapidamente o revés psicológico para o Flamengo se quiser disputar novamente a competição sul-americana. Se depender do técnico Renato Gaúcho, a reabilitação virá. Otimista, o treinador afirma que o Grêmio foi "nocauteado na última quarta-feira, mas "isso faz parte do futebol" e revelou que conversou seriamente com o elenco.

"Tive uma conversa com o grupo de quase uma hora e meia. No clube, há hierarquia. Todos são cobrados. Todo mundo está de acordo que estivemos muito abaixo do que poderíamos jogar contra o Flamengo. Estivemos sem jogadores importantes, mas até o gol estávamos de igual para igual contra uma base de seleção", avaliou o treinador.

Maicon, um dos líderes do elenco, foi um dos jogadores com quem Renato Gaúcho mais conversou nos dias que antecederam o duelo contra o Botafogo. Para evitar protestos, uma viatura da Brigada Militar esteve do lado de fora do CT Presidente Luiz Carvalho durante as atividades.

Quantos aos desfalques, o treinador não poderá contar com Luan neste domingo e, possivelmente, em mais nenhum jogo nesta temporada. O departamento médico do Grêmio informou que o atacante tem uma fratura por estresse no segundo metatarso do pé direito. O diagnóstico foi feito após realização de uma ressonância magnética. Ele tem feito um tratamento conservador.

Na última terça-feira, quando confirmou Luan como desfalque para o jogo de volta da semifinal da Libertadores, Renato Gaúcho havia dito que o jogador tinha uma "lesão grave e dificilmente vai voltar a jogar este ano". O departamento médico gremista, porém, não estabeleceu um prazo de recuperação para o atleta ao divulgar um boletim para falar sobre a sua situação. Isso só deverá ser possível de ser feito após a evolução do tratamento. Jean Pyerre também continua em tratamento de sua lesão e segue fora.

O treinador não indicou quem vai jogar. A tendência é de quem promova grandes alterações na escalação. É provável que Diego Tardelli seja o titular no ataque no lugar de André. Thaciano também pode aparecer entre os titulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.