Rafael Ribeiro / Vasco
Rafael Ribeiro / Vasco

Abatido, Abel Braga reconhece: 'O Vasco precisa melhorar muito'

Técnico cita desgaste físico como problema e pede apoio da torcida para decisão na Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

08 de março de 2020 | 20h10

Visivelmente abatido, o técnico Abel Braga foi o único a falar, de novo, nos vestiários vascaínos após o empate sem gols com o Volta Redonda, pela segunda rodada da Taça Rio, no estádio Raulino de Oliveira. Ele reconheceu que o time precisa melhorar em vários aspectos, principalmente a parte ofensiva.

"Está faltando o gol. Não fomos bem no primeiro tempo, mas depois melhorarmos com a entrada do Juninho. Eu estou triste como todos, mas vamos continuar trabalhando" prometeu o técnico.

Para ele, o desgaste físico voltou a atrapalhar os planos para o Vasco obter uma vitória. "Os jogadores sentiram o calor. Jogamos na quinta-feira (1 a 0 no ABC pela Copa do Brasil) e agora jogamos domingo. Enquanto isso, o Volta Redonda teve a semana para se preparar. Não é desculpa, mas são fatos", completou.

Criticado pela torcida, assim como o presidente Alexandre Campello, o técnico espera mais apoio nos dois próximos jogos: Goiás, quinta-feira, em São Januário, pela terceira fase da Copa do Brasil, e diante do Fluminense, domingo. O jogo seria disputado sábado, mas acabou sendo transferido para domingo às 18 horas no Maracanã.

"Vai ser importante a presença da torcida, como sempre é. É um estímulo a mais para os jogadores", afirmou. Reconhecendo a fraca atuação, ele comentou que o time "vai precisar jogar mais contra o Goiás", além de indicar ver com otimismo a possibilidade de retorno de Guarín no próximo compromisso.

Por fim, ele confirmou que Campello vai ter uma conversa com os jogadores na terça-feira sobre a situação dos salários. Os jogadores continuam sem dar entrevistas como protesto pela falta de pagamentos. Eles não recebem desde dezembro, incluindo o 13.º. Os direitos de imagens estão atrasados há cinco meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.