Abatido, São Paulo encara o Barueri pelo Paulistão

Equipe precisa da vitória para retornar à zona de classificação às semifinais da competição estadual

Giuliano Villa Nova, O Estado de S. Paulo

11 de março de 2008 | 20h56

O São Paulo começa a decidir nesta quarta-feira seu destino no Campeonato Paulista. Para os jogadores, se o time não derrotar o Barueri, às 19h30, no Morumbi, e o Palmeiras, domingo, em Ribeirão Preto, pode dar adeus ao Estadual. O problema nem é a matemática - teria mais 12 pontos para disputar -, mas o aspecto psicológico, pois o elenco reconhece o futebol apagado que tem apresentado. No caso de novos tropeços, ficaria difícil recuperar o terreno perdido. A partida tem acompanhamento ao vivo do estadao.com.br.Veja também: Jancarlos é o novo reforço para a temporada 2008 Classificação Calendário / Resultados Corinthians, Grêmio e São Paulo negam procura a Mineiro"Ganhar essas duas partidas será fundamental, pois na próxima semana novamente temos jogo pela Libertadores", reforça o técnico Muricy Ramalho, a respeito do duelo contra o Luqueño, no Paraguai, no dia 20.Antes do treino, Muricy se reuniu com o elenco a portas fechadas e tentou transmitir otimismo para os comandados. "Não será fácil, mas a vitória sobre o Barueri pode nos deixar em segundo lugar", observa. Porém, está complicado animar o ambiente. Até o treino recreativo, momento de muita descontração para o elenco, foi mais silencioso do que o normal. Raras foram as risadas e as brincadeiras entre os jogadores.COLEÇÃO DE PROBLEMASAté a convocação de Richarlyson e Hernanes para o amistoso da seleção brasileira contra a Suécia não foi tão comemorada. A dupla vai desfalcar o São Paulo diante do Sertãozinho, no dia 26. "Terei de dar um jeito. Não reclamo, porque a seleção é importante para eles", diz Muricy, resignado. Por hora, bastam os problemas que o treinador precisa administrar: para o jogo diante do Barueri, não terá o atacante Aloísio, suspenso, além do zagueiro André Dias e do volante Fábio Santos, lesionados. O zagueiro Miranda, fortemente gripado, é outra preocupação - Richarlyson pode ser improvisado na posição, ao lado de Juninho. "Se o Miranda não jogar, tenho de encontrar alternativa, por não ter zagueiro nem para levar para a reserva", lamenta Muricy. São PauloRogério Ceni; Joilson, Miranda (Júnior), Juninho e Richarlyson; Zé Luis, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Borges e Adriano. Técnico: Muricy Ramalho BarueriRenê; Max Carrasco, Renato Santos e Diego; Marcos Pimentel, Flávio, Rodrigo Pontes, Júlio César e Márcio Careca; Alberto e PedrãoTécnico: Márcio AraújoÁrbitro: Marcelo RogérioEstádio: Morumbi, em São Paulo, SPHorário: 19h30Rádio: Eldorado/ESPN - 700 AMTV: Pay-per-viewSó Richarlyson festejou o fato de ter sido chamado por Dunga pela segunda vez. "Estou muito feliz, isso é o resultado do meu trabalho no São Paulo e também da primeira convocação (contra a Irlanda, em fevereiro), quando fiz um bom jogo", comenta. "Espero mostrar minha capacidade novamente e trabalhar para conquistar a confiança do Dunga."O Barueri enfrenta o São Paulo ainda atordoado pelos 3 a 0 que levou do Paulista no final de semana. O time comandado pelo técnico Márcio Araújo vinha de nove jogos sem derrota, seqüência que o deixou com 23 pontos e na zona de classificação para a fase semifinal. Para o jogo de hoje, está mais forte, pois o zagueiro Diego, o volante Flávio e os meias Júlio César e Fernando retornam de suspensão.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCPaulistão A-1Barueri

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.