Abatimento marca volta do time do Vasco aos treinos

Bastante abatido com o problema médico do técnico Ricardo Gomes, o time do Vasco se reapresentou na tarde desta segunda-feira em São Januário para começar a preparação para o jogo de quarta, contra o Ceará, no Rio. As tradicionais brincadeiras entre os jogadores sumiram. Ninguém esboçou nenhum sorriso. E o semblante de todos era de preocupação.

BRUNO LOUSADA, Agência Estado

29 de agosto de 2011 | 21h00

Cabisbaixos, o goleiro Fernando Prass, o meia Juninho Pernambucano e outros titulares surgiram no gramado e fizeram apenas treinamento leve. Muitos ali não dormiram direito. Todos sonham com a rápida recuperação de Ricardo Gomes, que está hospitalizado desde domingo, após sofrer um Acidente Vascular Encefálico (AVE) durante o clássico contra o Flamengo.

Durante o dia, muitos jogadores e dirigentes do Vasco estiveram no hospital para obter mais informações e transmitir força para os familiares do treinador. "Não pensar nisso (no estado de saúde de Ricardo Gomes) é impossível. A gente não é máquina. Só nos resta rezar", disse o goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco vascaíno.

SUBSTITUTO - Amigo de longa data e auxiliar de Ricardo Gomes, Cristóvão Borges admitiu que o time inteiro está abalado com o problema de saúde do treinador. Para tentar tranquilizar o elenco, um dos médicos do clube, Fernando Mattar, conversou com os jogadores nesta segunda-feira, a fim de explicar melhor a situação do técnico, cujo caso é grave.

"Vamos demonstrar mais uma vez nosso poder de superação", disse Cristóvão Borges, que também passou na tarde desta segunda-feira no hospital para saber informações sobre Ricardo Gomes. E será ele que vai comandar o Vasco no jogo contra o Ceará, na quarta, em São Januário. "O apoio da torcida será fundamental", afirmou o auxiliar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.