Abbondanzieri pressiona Getafe para cedê-lo ao Boca

O goleiro Roberto Abbodanzieri acusou a direção do Getafe, da Espanha, de dificultar as negociações para que ele retorne ao Boca Juniors e advertiu que se a operação não se concretizar não jogará mais pela sua atual equipe. "Estou muito quente e muito triste", admitiu Abbodanzieri em entrevista ao jornal Clarín. O goleiro de 36 anos revelou que na semana passada o Getafe havia aceitado cedê-lo ao clube argentino por 300 mil euros (aproximadamente R$ 923 mil), mas depois os espanhóis exigiram mais 100 mil euros (R$ 308 mil), o que complicou a negociação. "Isto não interessa a ninguém. Não interessa ao Getafe ter um goleiro sem vontade", reclamou. Abbodanzieri admitiu colocar dinheiro do seu bolso para deixar o futebol espanhol. "Quero ir para o Boca e solucionar essa diferença de qualquer maneira", disse o goleiro, que tem contrato por mais seis meses com o Getafe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.