Site oficial do Fluminense
Site oficial do Fluminense

Abel admite futebol horroroso do Fluminense e pede desculpas ao torcedor

Equipe perdeu por 2 a 1 para o Sport e saiu do estádio do Maracanã aos gritos de 'time sem vergonha'

Estadao Conteudo

26 Novembro 2017 | 10h50

O técnico Abel Braga admitiu que o Fluminense apresentou um futebol horroroso na derrota por 2 a 1 diante do Sport e pediu desculpas aos torcedores que acompanharam a partida no estádio do Maracanã válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Aos gritos de 'time sem vergonha', Flu perde e vê Sport sair da zona do descenso

"A derrota deve-se à grande atuação do Sport e à atuação horrorosa nossa. Foi a pior partida do ano, sem nenhum tipo de alegria, de capacidade de reação. O time não sentiu reação nenhuma e o Sport foi absoluto no jogo", reconheceu o treinador.

O Maracanã contou com a presença de quase 13 mil torcedores. Eles foram assistir ao Fluminense já sem pretensões nenhuma no Brasileiro contra um Sport que luta desesperadamente contra o rebaixamento.

André marcou os dois gols do time pernambucano. Marcos Junior fez valer o preço do ingresso com um gol de bicicleta. Mas a plasticidade da jogada não livrou o time tricolor das vaias ao término da partida.

"Quero pedir desculpa ao torcedor e às equipes que esperavam um resultado diferente. Não temos nada contra outras equipes, mas mantive equipe titular para que não se levantasse qualquer tipo de suspeita. O Fluminense é um time centenário e saímos daqui envergonhado", prosseguiu Abel.

O Fluminense visita o já rebaixado Atlético-GO na última rodada, no próximo domingo, em Goiânia. Como o duelo não valerá absolutamente nada para nenhuma das equipes, Abel Braga informou que pode até antecipar as férias dos titulares.

"Contra o Sport era o jogo para fazer algo diferente porque tinham outras equipes na briga, já contra o Atlético, não terá. Então, vamos ver o que será melhor fazer na próxima partida", avisou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.