Lucas Merçon / Fluminense FC
Lucas Merçon / Fluminense FC

Abel assume culpa por queda do Flu para o Palmeiras: 'O grande derrotado fui eu'

Segundo treinador, atletas disseram estar bem fisicamente, apesar de terem jogado na quinta-feira

Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2017 | 10h13

O técnico Abel Braga, do Fluminense, assumiu a responsabilidade pela derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, sofrida no último domingo, no Maracanã, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro, que deixou a equipe carioca em 12.º lugar, a apenas três pontos da zona de rebaixamento da competição.

Abel avaliou que deveria ter colocado em campo uma equipe mais descansada devido ao desgate da viagem a Quito para a partida contra a LDU - vencida pelos equatorianos por 2 a 1, na última quinta-feira - que valeu a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana.

"Depois do apito final na quinta-feira, tivemos viagem e menos dias de recuperação. Alguns jogadores chegaram a deitar no gramado após o jogo. Até pensei em mudar a equipe. Mas sábado, conversando com os jogadores, todos felizes, me deixei levar porque todos disseram que estavam bem para jogar. O treinador que não segue sua consciência e sua equipe perde, assume a derrota. Hoje (domingo), errei na escalação e na estratégia. O grande derrotado hoje fui eu", admitiu o treinador.

Sobre a campanha do time, Abel Braga não escondeu que hoje a realidade é mais próxima da parte de baixo da tabela do que do G-6: "Temos uma campanha melhor fora de casa do que em casa, porque fora você obriga o adversário a cometer erros. Tentamos dificultar saída de bola do Palmeiras, mas eles sabiam o que enfrentamos na quinta-feira, os jogadores deles trocaram de posição o tempo todo para nos cansar. Temos que ter uma performance melhor em casa", comentou.

Apesar do insucesso, Abel Braga procurou valorizar o empenho de todos os jogadores da equipe. Sem individualizar os erros que resultaram na queda diante do Palmeiras, o treinador defendeu as apresentações de alguns atletas, entre eles a do meia Gustavo Scarpa.

"Scarpa veio salvar um contra-ataque do Palmeiras. Os caras estão correndo muito. Hoje tivemos seis, sete jogadores muito abaixo. Douglas esteve sim, muito acima dos últimos dois jogos. Não quero questionar meus jogadores. Estão no limite. Robinho conseguiu fazer uma única boa jogada, mas não se pode cobrar dele. Era o primeiro jogo como titular, no Maracanã, contra um adversário como o Palmeiras", ponderou Abel.

O elenco do Fluminense está de folga nesta segunda-feira. O grupo se reapresenta na terça para a retomada dos treinamentos. A equipe tricolor carioca voltará a campo no próximo domingo, às 16 horas, diante do Grêmio, em Porto Alegre, pela 26.ª rodada do Nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.