Nilton Fukuda/Estadão - 4/11/2012
Nilton Fukuda/Estadão - 4/11/2012

Abel Braga cobra atenção dos jogadores do Fluminense nas jogadas aéreas

Técnico ficou irritado com a desatenção do time no gol de empate do Madureira, no domingo

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2013 | 09h22

RIO - O gol marcado por Rodrigo aos 38 minutos do segundo tempo após cruzamento garantiu o empate do Madureira por 2 a 2 com o Fluminense, domingo, no Estádio de Moça Bonita, na rodada final da Taça Guanabara, e deixou o técnico Abel Braga preocupado. Ele cobrou mais atenção do time nas jogadas de bola parada, principalmente para o próximo compromisso na Copa Libertadores, mas também lembrou que o time terminou invicto a fase de classificação do primeiro turno do Campeonato Carioca.

"Completamos hoje o planejamento, quatro jogos com uma equipe e quatro jogos com a outra. Não tivemos o mesmo aproveitamento do Flamengo, mas foram as duas únicas equipes que não perderam no campeonato. Hoje, só dependíamos de nós. Sofremos mais um gol de bola parada, vamos trabalhar mais isso para o próximo jogo, principalmente por causa dos dois atacantes que tem a equipe do Huachipato", disse Abel.

O Fluminense ficou em segundo lugar no Grupo B da Taça Guanabara, com 16 pontos, a seis do líder Flamengo. Nas semifinais, no próximo sábado, a equipe enfrentará o Vasco, primeiro colocado do Grupo A. Antes disso, nesta quarta-feira, a equipe vai ao Chile encarar o Huachipato, pela terceira rodada do Grupo 8 da Libertadores.

Para Abel, o duelo será bastante complicado, pois as duas equipe vão buscar a reabilitação no torneio continental. "O jogo ficou mais complicado pela derrota deles (do Huachipato) em casa. Vamos nos preparar para esta partida. Não vamos abdicar de uma equipe ofensiva. Quanto ao Vasco na semifinal, será outra pedreira", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.