Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Abel Braga diz 'não' ao Flamengo e auxiliar comanda time no clássico

Treinador frisa que quer comandar uma nova equipe apenas em 2014

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2013 | 19h42

RIO - A busca do Flamengo por um novo treinador continuará por mais um dia e pode se prolongar até o fim do ano. Com o time à beira da zona de rebaixamento e o Campeonato Brasileiro entrando em seu terço final, os técnicos considerados de ponta no País não querem assumir o peso e o risco que representa o Flamengo. Abel Braga, principal alvo da diretoria, recusou nesta segunda um convite formal.

Na sexta-feira, o vice-presidente de marketing do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, um dos líderes da nova gestão, apresentou demoradamente um projeto de longo prazo e ambicioso para o treinador. Abel, que antes estava irredutível em não voltar a trabalhar este ano, chegou a balançar e pediu tempo para pensar. A resposta, mesmo depois de passar o fim de semana debruçado sobre o assunto, foi "não".

"Faltam apenas dois meses meio para acabar o campeonato. Vou manter o que havia programado, que é trabalhar somente no início de 2014, pegando um projeto desde o início", disse Abel. "Eu seria o quarto técnico do ano do Flamengo e, se até agora não teve solução, não seria eu que mudaria a situação em pouco tempo disponível", frisou.

Segundo o técnico, foi-lhe apresentada a possibilidade de uma equipe forte para o ano que vem, e ele não descartou ouvir uma nova proposta rubro-negra ao fim do ano, desde que decida por permanecer no Brasil. Abel é alvo constante de times árabes e do Oriente Médio.

Dessa forma, o auxiliar Jayme de Almeida conduzirá a equipe no clássico de quarta contra o Botafogo, no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. O goleiro Felipe e o lateral Leonardo Moura, machucados, têm possibilidades de voltar ao time. Elias cumprirá suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.