Abel Braga diz que Paulista é favorito

As declarações de jogadores e do técnico da Argentina na véspera de jogo recente com o Brasil, de que o adversário era um "dream team" e estava um degrau acima das demais seleções, surtiram efeito no clássico sul-americano e parecem ter influenciado o treinador do Fluminense, Abel Braga, cujo discurso nesta terça-feira tinha a intenção de transferir todo o favoritismo da decisão da Copa do Brasil para o Paulista, no confronto desta quarta, às 21h45, em São Januário, no Rio."Tenho uma convicção: a de que meus atletas vão sair de campo aplaudidos", disse Abel, ao falar da expectativa quanto ao desempenho do Fluminense, certo de que não faltarão luta e disposição do lado carioca. "Às vezes não dá, sabemos disso. Mas essa equipe vai até a última gota de sangue."O técnico admitiu a dificuldade redobrada de reverter a vantagem do Paulista. Afinal, no primeiro jogo, em Jundiaí, o time da casa venceu por 2 a 0. Assim, o Fluminense precisa ganhar por três gols de diferença. Se repetir o placar, a partida será decidida nos pênaltis.Para motivar o grupo, Abel mostrou para os atletas a mensagem contida numa fita de vídeo enviada por um torcedor do clube, na qual uma frase chamava a atenção. "Independentemente do resultado, muito obrigado por nos ter feito sonhar de novo." Mas o treinador também fez mistério, não divulgou a escalação e vetou a presença da imprensa no treino desta terça-feira à tarde, realizado no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda. "Na outra partida, o Paulista demorou a anunciar o time e isso nos confundiu", justificou.Abel disse que poderia até começar com três atacantes, embora deva deixar de início apenas Tuta e Leandro no ataque. Para o treinador, a decisão é especial por se tratar da segunda oportunidade seguida de conquistar o título da Copa do Brasil. No ano passado, pelo Flamengo, perdeu na final para o Santo André."É um motivo de satisfação chegar à final de uma competição nacional duas vezes consecutivas. Não cobro nada de mim nesse jogo. O Paulista é uma equipe forte, que eliminou Cruzeiro e Botafogo. Estou buscando a perfeição e meu objetivo é conseguir disputar outra final de Copa do Brasil ano que vem", disse Abel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.