MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE F.C.
MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE F.C.

Abel Braga é homenageado pelo Fluminense um mês após deixar o clube

Equipe carioca batiza o campo 2 do CT Carlos Castilho com o nome do treinador multicampeão nas Laranjeiras

Redação, Estadão Conteúdo

02 de junho de 2022 | 19h20

Abel Braga voltou ao CT Carlos Castilho pouco mais de um mês após deixar o Fluminense. O treinador foi homenageado pelo clube carioca, que batizou o campo 2 com o nome do técnico. Além disso, ele recebeu das mãos do presidente Mário Bittencourt o troféu de melhor treinador do Campeonato Carioca de 2022.

"Essa foi muito forte para mim. Já foi forte chegar aqui hoje e reencontrar meu amigo e presidente, todos os jogadores, funcionários... fomos campeões juntos, é uma relação muito forte. Encontrei o pessoal da comissão técnica, meu parceiro e ex-jogador Fernando Diniz, o Marcão também. Ver todo mundo já é emocionante, eu estava entrando aqui outro dia como treinador do clube", afirmou o treinador, antes de falar da homenagem recebida.

"Mas isso aqui, essa placa, eterniza ainda mais esse clube dentro do meu coração. Isso não tem preço, nunca recebi uma homenagem como essa. Agradeço de coração ao presidente, aos amigos. Já falei algumas vezes do que esse clube representa, o Fluminense velou meu filho, teve aquele minuto de silêncio e agora isso. Eu sou supersticioso e só fazia trabalho tático no campo 2, olha só a ironia. Obrigado de coração", finalizou.

O campo 1 do CT Carlos Castilho leva o nome do ex-jogador Altair, quarto atleta que mais vestiu a camisa do Fluminense, com 542 jogos.

O presidente Mário Bittencourt exaltou o fato do clube homenagear os ídolos ainda em vi. "Eu acho que as grandes instituições têm obrigação de reconhecer seus ídolos, as pessoas que construíram a história do clube. E o Abel faz parte da vitoriosa história do Fluminense, como jogador e como treinador. Acabou de ganhar mais um título pelo clube. E o que eu disse a ele ali, quando tirei a bandeira e revelei a placa, foi que era muito justo que ele tivesse representado não só na sala de troféus do clube, mas também que ele fosse eternizado no lugar onde ele construiu toda essa história, que é o campo de futebol", disse o presidente.

Abel teve em 2022 sua quarta passagem como técnico do Fluminense. Ele comandou o clube na conquista do Campeonato Carioca e da Taça Guanabara. Anteriormente, ele havia conduzido o Flu aos títulos do Brasileirão de 2012, dos Estaduais de 2005 e 2012, das Taças Rio de 2005 e 2018, além da Taças Guanabara de 2012 e 2017. Ele é também o segundo treinador com mais jogos na história do clube, 354 jogos, atrás apenas de Zezé Moreira, com 474.

O Fluminense vem de derrota para o Flamengo por 2 a 1, resultado que o deixou na 11ª colocação, com 11 pontos. O líder é o Palmeiras, com 15. Na próxima rodada, o Flu enfrentará o Juventude no domingo, às 11h, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseAbel Braga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.