Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Abel Braga faz acordo e fica no Internacional até o fim do Brasileirão

Treinador continua até 24 de fevereiro após conversar com o presidente eleito Alessandro Barcellos

Redação, Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2020 | 19h14

Abel Braga permanecerá à frente do Internacional até o encerramento do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira, o treinador chegou a um acordo com o presidente eleito Alessandro Barcellos para cumprir o contrato firmado com a gestão de Marcelo Medeiros, válido até 24 de fevereiro.

Barcellos assumirá a presidência do Inter em 1.º de janeiro e já tem um acerto com o espanhol Miguel Angel Ramirez para que ele dirija o time gaúcho nas próximas duas temporadas. O dirigente, porém, não queria a saída imediata de Abel, até pela boa fase do Inter, embalado por uma invencibilidade de cinco jogos no Brasileirão.

O impasse sobre a permanência de Abel ficou exposta no último domingo, quando o treinador comentou sobre a incerteza, na sequência do triunfo sobre o Bahia, em Salvador. Nesta segunda, porém, Barcellos explicou ter chegado a um acordo com o treinador, que vinha lamentando a falta de perspectiva de permanecer no clube.

"Até o dia 24 de fevereiro, Abel é nosso treinador e com ele que vamos disputar a ponta de cima do Campeonato Brasileiro. Ele é o nosso treinador, vai cumprir isso, vai nos ajudar", disse Barcellos em entrevista à Rádio Guaiba.

Nesta segunda, Abel também foi elogiado por Marcelo Medeiros, que concedeu entrevista coletiva para fazer um balanço da sua gestão. "O Abel pega a covid-19 no terceiro jogo dele no comando. E ele é um treinador que não tem só uma leitura tática, não só um cara que tem comando do grupo, mas que tem uma presença de campo muito forte na beira do gramado, ele passa segurança para os jogadores", afirmou Medeiros.

“Acredito que foi o melhor para o Internacional e pra mim. Todos sabem da minha relação com o clube, o enorme carinho que tenho pela instituição e com o torcedor. Hoje, os jogadores já entendem perfeitamente a minha forma de trabalhar e o que eu quero deles. Têm respondido muito bem nos treinos e nas partidas. E ainda podem render mais. Eles trabalham muito e, o melhor de tudo, o ambiente é favorável. Estou feliz”, comentou Abel sobre a permanência.

Sob o comando de Abel, o Inter foi eliminado, nos pênaltis, da Copa do Brasil e da Libertadores, e ocupa o quarto lugar no Brasileirão com 47 pontos. O time voltará a jogar em 7 de janeiro, quando vai visitar o Ceará, no Castelão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.