Abel Braga lamenta goleada, mas diz que Inter segue na briga

Após derrota por 4 a 1 para o Grêmio, treinador se preocupa em evitar abatimento. O Internacional caiu para a 6ª colocação

Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2014 | 09h53

Na luta por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, o Internacional sofreu um duro revés no último domingo ao perder clássico para o rival Grêmio por 4 a 1, fora de casa, em partida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a goleada, o técnico Abel Braga reconheceu a atuação ruim do time, mas destacou que os jogadores não podem se abalar, pois não há nada perdido.

"Não conseguimos jogar. Não estávamos no nosso melhor nível. Mas ainda estamos na briga e vamos seguir trabalhando forte", afirmou Abel, preocupado em evitar o abatimento no Inter após uma derrota tão dura.

Goleado, o Inter foi ultrapassado pelo rival na classificação do Campeonato Brasileiro e deixou o G4, grupo dos times que se classificam para a próxima Libertadores. Apesar da situação ruim, o meia D''Alessandro destacou a necessidade de o time não se abater.

"Precisamos ter humildade, reconhecer a derrota, mas sair de cabeça erguida. Dói muito perder um Gre-Nal, mas eu tenho uma história muito linda e positiva no clássico que não será apagada somente por hoje", afirmou.

O Inter agora está em sexto lugar no Brasileirão, com 57 pontos. A equipe gaúcha volta a entrar em campo nesta quarta-feira, diante do São Paulo, no Morumbi, em partida antecipada da 35ª rodada. E a direção do Inter espera uma resposta do time já neste jogo.

"Este é um resultado que não acontece toda hora. O Grêmio construiu o resultado quando o Inter buscava o empate. Mas agora temos que levantar a cabeça e buscar a recuperação já na próxima rodada. Temos qualidade e força para isso", afirmou o vice-presidente de futebol Marcelo Medeiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.