Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Abel Braga minimiza protesto e diz que respeita torcedor

Tranquilo, o técnico do Fluminense disse que as críticas não o abalam

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2011 | 20h55

RIO - Abel Braga procurou minimizar os protestos da torcida do Fluminense, que pichou um muro das Laranjeiras pedindo a saída do técnico e chamando o time de "sem vergonha". Tranquilo, ele disse que as críticas não o abalam. Afirmou ainda que respeita o torcedor e que nem ele próprio está contente com os resultados.

"Isso não me incomoda. O que me incomoda é a minha equipe não estar vencendo. Uma equipe que tem lutado muito para se encontrar e melhorar os resultados", garantiu Abel nesta segunda-feira, mostrando que ele também está insatisfeito após a derrota para o Grêmio, no domingo.

"Eu tenho um respeito enorme pelo torcedor, que é soberano e tem todo o direito de se manifestar. Ninguém está contente com os resultados. Não me abala, o que me dá é mais força de tentar melhorar. Sou responsável pelo momento", acrescentou o treinador.

Apesar do momento ruim, Abel elogiou a união do elenco e assegurou que o Fluminense conseguirá reagir. "Confio plenamente no meu grupo. Uma coisa que tenho de bom é formar bons ambientes. Quando encontro isso, defendo meus jogadores até a morte. Claro que não vou compactuar com uma equipe que não luta, e não é esse o caso. O Fluminense tem lutado e as vezes até desorganiza de tanta vontade", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.