Abel Braga não deve ficar no Fluminense

O técnico Abel Braga não deve continuar no Fluminense. Ele vai se reunir nesta terça e quarta com os dirigentes do clube para definir sua saída. A decisão, ainda não oficial, está relacionada com os últimos resultados do Tricolor, notadamente com a perda da vaga para a Copa Libertadores da América para o Palmeiras. Por causa disso, a palavra que melhor resumia o sentimento de todos no clube nesta segunda era frustração.O sinal de abatimento dos jogadores, comissão técnica e dirigentes foi bem maior se comparado ao dia seguinte à perda do título da última Copa do Brasil, para o Paulista, em São Januário. ?Peço para não falar. A gente só vai começar a planejar o ano de 2006 na terça-feira. Nesta segunda-feira, a diretoria vai juntar os cacos?, declarou o gerente de Futebol do Fluminense, Gustavo Mendes, por telefone à Agência Estado.A diretoria tricolor chegou a anunciar, em seu site, que se reuniria na quarta com o presidente da empresa patrocinadora do clube, Celso Barros, para renovar o contrato do técnico Abel Braga. A tentativa de mantê-lo perdeu força durante o dia. O treinador deixou bem claro após o jogo com o Palmeiras que não tem interesse de continuar à frente da equipe em 2006. Ele teria outras propostas e, por isso, estaria exigindo um reajuste salarial, o que dificultaria sua permanência no clube. ?O Abel é um dos melhores treinadores do Brasil?, elogiou o presidente do Fluminense, Roberto Horcades.Mesmo sem a cota da Copa Libertadores, Horcades está otimista em relação à verba para melhorar a qualidade técnica da equipe. ?Os tricolores podem ficar tranqüilos, pois os investimentos prosseguem da mesma forma?. Ele ainda enalteceu a temporada do Fluminense e disse que a perda da vaga para a Libertadores foi ?um acidente do esporte?. ?Quero manter o Fluminense na crista da onda?.Nas Laranjeiras, há várias explicações para o fracasso. A mais ouvida é a de que faltou empenho ao time na reta decisiva do Brasileirão. Isso, inclusive, foi expressado publicamente pelo presidente do Fluminense, na semana passada. Na ocasião, ele criticou diretamente três atletas: o lateral-direito Gabriel, o lateral-esquerdo Juan e o atacante Tuta. Na visão do dirigente, os três, que devem deixar o clube em breve, estavam fazendo corpo mole. A torcida também pensou assim. Tanto é que, no treino de terça-feira passada, estendeu faixas criticando a postura de alguns jogadores. Na verdade, ninguém digeriu ainda a maneira como o Fluminense perdeu a vaga para o Palmeiras.Há cinco rodadas, a equipe tricolor tinha dez pontos de vantagem em relação ao clube paulista e todos davam a classificação para a Libertadores como certa. ?Peço desculpas ao torcedor?, afirmou Horcades.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2005 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.