Divulgação/Flamengo
Divulgação/Flamengo

Abel Braga se diz motivado em chegada ao Flamengo: 'Venho com fome'

Técnico se apresenta ao clube com a promessa de tratar oportunidade como um 'desafio imenso'

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2019 | 16h47

O novo técnico do Flamengo demonstrou motivação, bom humor e declarações fortes nesta quarta-feira, ao ser apresentado no cargo. Aos 66 anos, Abel Braga chega ao clube para uma segunda passagem no comando e uma elevada responsabilidade. O treinador admitiu estar preparado para lidar com as expectativas da torcida para transformar em resultados o elevado investimento em contratações.

Abel assinou contrato por uma temporada e afirmou que pela experiência de mais de 40 anos no futebol profissional, entende qual o tamanho do desafio de conduzir o time. "Esse clube significa peso e responsabilidade. É um desafio imenso, e eu adoro. Venho com fome. Quero dar algo mais ao Flamengo", afirmou em entrevista coletiva no CT George Helal.

O último trabalho dele foi no Fluminense. A passagem terminou em junho. Desde então, o técnico disse ter acompanhado de casa jogos de futebol e se preparado para uma nova oportunidade. A passagem anterior dele foi no Flamengo, em 2004, época em que Abel garante que tanto o clube como ele próprio estava em situação bem diferente da vivida atualmente.

"O Abel de 2004 tinha nove títulos. De lá para cá ganhei 14", enumerou o treinador, que nesse período venceu competições como o Brasileiro, Libertadores e o Mundial de Clubes. "Sem dúvida que o clube está melhor. Fui conhecer a parte nova e estou maravilhado. Lembro que chegamos a treinar no CT emprestado pelo Zico. Agora alcançou outro estágio. O CT dizem que ganha do Chelsea", afirmou.

O Flamengo terá como primeiro compromisso na temporada a estreia na Florida Cup, dia 10 de janeiro, contra o Ajax, em Orlando. O técnico afirmou que a torcida precisará ter paciência com o elenco neste início de ano, para aguardar testes na formação titular e a aguardar a evolução física dos jogadores.

Questionado sobre qual esquema tático vai utilizar, o técnico fez piada. "Se for responder da minha maneira, é o 4-3-3. Mas agora, do jeito moderno, se fala 4-1-4-1. A m... dá na mesma", afirmou. O treinador do Flamengo evitou falar na possível vinda do zagueiro Dedé, do Cruzeiro, mas elogiou o elenco do clube, em especial o goleiro Diego Alves.

Afastado pelo técnico Dorival Junior durante o Brasileiro de 2018, o goleiro conta com o prestígio do novo treinador. "Conversei com ele. Não quero me meter. Nunca teve problema comigo. Está resolvido, ficou para trás. Tem contrato e, em princípio, contamos com ele", afirmou. Abel também elogiou a contratação do zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo. "Não teve um ano bom, mas é jogador de seleção. Terá uma grande valia. Se vai jogar ou não, é outra história. Está muito motivado. Não dá para ter jogador só com fome não, tem que ter qualidade", comentou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.