Abel critica atuação do Fluminense e vê Flamengo favorito em final

Treinador fica insatisfeito com a partida disputada em Duque de Caxias, diante do Madureira

Estadao Conteudo

26 Fevereiro 2017 | 08h54

O técnico Abel Braga não escondeu a insatisfação com o desempenho do Fluminense diante do Madureira, neste sábado, pela semifinal da Taça Guanabara. Para o treinador, o adversário foi superior durante toda a partida, disputada em Duque de Caxias, e teve chance de obter a classificação. A vaga na final só ficou com o time tricolor porque o empate sem gols favorecia o dono da melhor campanha na fase de grupos.

"O Madureira sempre foi superior. O nosso nível técnico foi muito abaixo", afirmou Abel. "Tem 33 dias que começamos um trabalho. Estamos na final. Estou feliz. A gente fez a melhor campanha e manteve a invencibilidade defensiva. Por isso, classificamos", disse o treinador, quase conformado com a atuação irregular de sua equipe no estádio Los Lários.

Para Abel, o fato de o Fluminense obter a classificação mesmo jogando mal indica o potencial do time. "Aquilo que eu cheguei falando ao torcedor aconteceu: não faltou alma. Tem de ser dessa maneira. Não vai ser sempre que vamos jogar bem. Quando acontece isso e não perde, é porque tem algo no grupo", declarou.

O técnico também se mostrou insatisfeito com o desempenho da arbitragem. Na sua avaliação, o juiz Rodrigo Carvalhaes de Miranda foi condescendente com o estilo que considera mais agressivo do Madureira.

"Sempre disse que não comento, mas hoje posso falar pois passamos de fase. O árbitro é muito fraco. Quero ver se ele vai colocar na súmula a agressão ao Sornoza. Os critérios usados foram todos errados. Pode ser que estivesse em dia ruim", afirmou, referindo-se ao meio-campista da sua equipe.

Com a classificação suada, o Fluminense fará o clássico com o Flamengo na final da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, no próximo domingo. Para Abel, o rival já entra como favorito ao título, em razão da melhor atuação no clássico com o Vasco, também disputado no sábado.

"Vai ser um jogo bom. O time deles é melhor. Joga um ano junto, mesmo treinador [Zé Ricardo]. Agora, meu time não será o que foi hoje", prometeu o treinador.

Mais conteúdo sobre:
futebol Fluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.