Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Abel diz que não é mágico e reclama do calendário: 'Vou perder jogadores de novo'

Técnico português sonha com títulos do Brasileirão e da Libertadores, mas sabe que peças importantes podem servir seleções

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2021 | 05h00

Abel Ferreira tem motivos de sobras para festejar a volta do bom momento do Palmeiras. Sete pontos somados em nove, duas vitórias seguidas no Brasileirão e somente um gol sofrido. Para ele, o retorno do bom futebol é graças ao time completo. Sonhando com os títulos do Nacional e da Copa Libertadores, o português mais uma vez reclama do calendário brasileiro por nova rodada das Eliminatórias que vai desfalcar seu time.

O treinador alega que o fato de as competições não pararem em datas-Fifa complica demais. Ele se diz "incapaz" de manter o alto nível perdendo tantos jogadores para as seleções e alega "não ser mágico".

"Vamos perder de novo os jogadores internacionais. Pagamos o salário e temos que ficar sem eles metade do Brasileirão. 38 rodadas e metade fico sem meus melhores", protestou. "Quando estão é uma coisa, quando não, outra, só não percebe quem não quer ou é mal-intencionado", seguiu desabafando e revoltado com as críticas a seu time.

"Já disse que não quero saber da final da Libertadores. Quero que lutem todos os jogos para ganhar", disse o português para justificar o fato de protestar com a perda de atletas. A decisão contra o Flamengo é somente no dia 27 de novembro, no Uruguai, e Abel gostaria de usar o Brasileirão para aprimorar seu time titular.

Mas pode ficar novamente sem Weverton, Gustavo Gómez, Piquerez. "Já disse anteriormente que não sou mágico. Quando temos todo o elenco, somos muito mais fortes. Já disse que somos competitivos. Quando não temos, temos menos opções e não há milagres", enfatizou.

No fim de semana o Palmeiras recebe o Sport, no Allianz Parque, e o treinador palmeirense não terá o volante Zé Rafael, autor do primeiro gol no triunfo por 2 a 1 sobre o Ceará, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Danilo, se recuperando de lesão, volta.

O técnico festeja, ao menos, não perder mais atletas por lesão. Danilo está fora e Mayke não tem prazo de retorno. "Hoje (quarta-feira), acima de tudo, fico contente por duas razões. A primeira: ganhamos. E a segunda é porque não tivemos nenhuma lesão. É o que mais me preocupa no momento. Não ter lesões."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.