César Greco / Ag. Palmeiras
César Greco / Ag. Palmeiras

Abel diz que recusou oferta de R$ 15 mi anuais porque “Palmeiras é estilo de vida”

Técnico português diz estar se sentindo bem no clube, o suficiente para recusar proposta do Fenerbahçe

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2021 | 20h33

O técnico Abel Ferreira confirmou, em coletiva de imprensa após a vitória por 1 a 0 sobre o Sport, ter recebido uma proposta do Fenerbahçe, da Turquia, e até revelou o valor que foi oferecido a ele pelo clube: 2,5 milhões de euros (cerca de R$15 milhões). A quantia não seduziu o treinador, que disse que optou por ficar no Palmeiras por considerar o clube “um estilo de vida”.

Questionado sobre uma possível sondagem do clube turco, ele fez questão de corrigir a palavra para deixar claro que se tratou de uma oferta oficial para deixar o Brasil. “Não foi uma sondagem, foi uma oferta: 2,5 milhões de euros era quanto me pagavam para sair do Palmeiras”, explicou o treinador português.

Campeão da Copa do Brasil e da Libertadores com o time paulista no ano passado, Abel se sente identificado com o clube. Até por isso, disse que pretende ficar por mais tempo, enquanto se sentir bem com o trabalho que vem fazendo em sua primeira experiência em solo brasileiro.

“Já disse que o Palmeiras é um estilo de vida. Enquanto me sentir bem aqui, vou continuar. Já disse que quando for problema, deixo de ser problema no outro dia. Não vai haver problema em resolvermos. Quando sentir que sou um problema, assim como recusei essas ofertas para sair, saio pelos meus próprios pés. Mas como disse, é um estilo de vida, me sinto bem no clube e há trabalho a fazer”, afirmou.

Eliminado da Copa do Brasil, Abel ainda briga com o Palmeiras na Libertadores e no Brasileirão. Com a vitória sobre o Sport no domingo, os palmeirenses emplacaram a terceira vitória seguida no campeonato nacional e chegaram aos 19 pontos, firmes na disputa pelas primeiras posições da tabela. Na próxima quarta-feira, o time volta a campo para enfrentar o Grêmio, no Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.