Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Abel diz ter preparado Palmeiras para disputa do Mundial com o 'pé fundo'

Treinador admite que se preocupa com risco de lesões em seus atletas e lamenta baixas de Piquerez e Veron, infectados pela covid-19

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2022 | 23h22

Fã de automobilismo, Abel Ferreira fez uma analogia com a Fórmula 1 para explicar a preparação do Palmeiras para a disputa do Mundial de Clubes. O treinador português admitiu o risco de perder atletas por lesão, mas disse que a única alternativa para que o elenco chegasse pronto para o torneio em Abu Dabi foi levar os jogadores ao limite neste início de temporada.

"Não posso mentir, logicamente pensei no risco de ter lesionados, mas não vejo outra forma de preparar a não ser com o pé fundo", explicou o português. "Pilotos de Fórmula 1 nas provas de sexta, sábado e domingo pregam fundo. Isto para estarmos mais próximos de ganhar, porque nunca prometi a nenhum torcedor que vamos ganhar tudo, mas vamos fazer de tudo e nos preparar para ganhar. É o nosso propósito. Tenham certeza que vamos dar o melhor de nós de forma coletiva", acrescentou.

As declarações do treinador foram dadas em coletivas após a vitória por 1 a 0 sobre o Água Santa, a terceira em quatro jogos do Palmeiras em 2022 - somou também um empate com o São Bernardo. O time voa para Abu Dabi, portanto, invicto na temporada. A estreia no Mundial está programada para o dia 8, às 13h30 (de Brasília) contra Al Ahly ou Monterrey.

O comandante palmeiras, assim como seus atletas, fez a avaliação de que, pelo tempo de descanso e de treino, o Palmeiras jogará o Mundial muito mais preparado do que na edição anterior, em que teve pouco tempo para se adaptar e registrou a pior campanha de um sul-americano no torneio ao terminar o certame em quarto, com duas derrotas.

"Eu poderia falar que gostaria de ter três ou quatro jogos a mais, tempo para descansar, mas isto só serve de desculpa e não gosto de trabalhar assim. O calendário é este, estamos no Mundial por culpa própria, quem mandou estes jogadores ganharem? Chegamos melhor preparados que no ano passado, mais experientes, mas vamos enfrentar os melhores do mundo", afirmou. Ele entende que há rivais superiores à sua equipe no Mundial e outros no mesmo nível. Deu a entender que o Chelsea é o "favorito claro" para ganhar a competição. 

"Tenho que dizer, com humildade, que tem times do mesmo nível e outros melhores do que nós. Logicamente, há um favorito claro para o torneio, mas vamos nos preparar. Ainda hoje nos preparamos, fomos competitivos, como queremos ver em todos os jogos. Sempre no limite para jogar, jogar bem e ganhar".

O elenco viaja a Abu Dabi no início da tarde desta quarta-feira sem Piquerez e Gabriel Veron. O lateral uruguaio e o atacante foram diagnosticados com covid-19, estão assintomáticos e sendo monitorados diariamente pelos médicos do clube. Existe a possibilidade de que eles viajem depois caso estejam saudáveis e testem negativo.

"Gostaria de ter estes dois jogadores, não sei se vai ser possível. O fato de terem de ficar de quarentena, não vão poder treinar, vão chegar com grande diferença de jet lag e isto nos custou muito ano passado. Este ano a estrutura se preparou para o fuso horário. Queria ter os dois presentes, vamos ver o que podemos fazer. Se estiverem disponíveis não vão estar na máxima força", disse Abel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.