Andre Penner / AP
Andre Penner / AP

Abel enaltece elenco 'com ideias' e vê espaço para evolução do Palmeiras em 2021

Treinador reforçou que está satisfeito com o desempenho dos atletas e valorizou o entendimento dos jogadores

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2021 | 05h00

Criticado pelo desempenho do Palmeiras nas finais do Campeonato Paulista, Abel Ferreira está de consciência tranquila. Mais do que festejar a goleada por 6 a 0 sobre o Universitario, do Peru, na noite desta quinta-feira, pelo encerramento da primeira fase da Libertadores, e a marca de 100 gols que a equipe alcançou sob o seu comando, o técnico português enalteceu a boa relação com o elenco, que, enfatizou, está aberto às suas ideias de jogo.

Abel reforçou que está satisfeito com o desempenho dos atletas e valorizou o entendimento dos jogadores em relação à sua filosofia de jogo. "Não temos tempo para treinar. Fazemos trabalhos específicos e análise de vídeo. Falo pessoalmente com eles para entenderem as dinâmicas. Mas, como disse, os jogadores estão de coração e mente aberta para ouvir. A resposta é dada em campo. Estou muito contente", ressaltou o português.

"Parabéns aos jogadores e para o nosso trabalho. Parabéns ao clube que oferece condições ao treinador. É aproveitar tudo isso. Que os jogadores continuem com essa sede e essa fome nas decisões, como foi em todos os torneios. É o caminho. Não vamos ganhar sempre, mas vamos lutar sempre para vencer", acrescentou, ao comentar a marcar de 100 gols marcados do Palmeiras sob o seu comando. O feito foi alcançado em 61 partidas, com 32 vitórias, 15 empates e 14 derrotas.

Enérgico à beira do campo e muito participativo, o treinador reiterou que seu trabalho "tem muito a ver com o lado humano e uma intensidade muita grande" e disse estar em paz consigo mesmo.

"A forma de ser e estar tem que ter equilíbrio, saber o caminho e saber que há obstáculos. Quando você dá o melhor de si, chega qual for o resultado, você dorme de consciência tranquila e é isso que procuro fazer todos os dias", pontuou o técnico, feliz com o fato de treinar uma equipe "com ideias".

Sobre as críticas, o treinador voltou a dizer que não se importa. Afirmou que, por trabalhar com futebol há mais de 20 anos, está calejado e entende as contestações. Para ele, é preciso encontrar um herói e um vilão nas vitórias e nas derrotas.

"Eu, quando cheguei, disse que não vim passar férias. Achei que fui claro, mas às vezes não leem as entrelinhas. Disse que vim pra ganhar. O futebol pra mim é simples. É preciso de um vilão e um herói. Derrotado e vencedor. Quando ganha, elogiam. Perde, criticam. Estou no futebol há mais de 22 anos e sei como funciona", enfatizou.

Garantido no mata-mata da Libertadores com a segunda melhor campanha geral, o Palmeiras estreia no Brasileirão 2021 domingo, às 16 horas. O primeiro adversário no torneio será o Flamengo, atual campeão, no Maracanã. Depois, na quinta-feira, dia 3, começa a defesa do título da Copa do Brasil contra o CRB, no Rei Pelé.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasfutebolAbel Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.