Abel esconde substituto de Edinho no Fluminense

Com problemas para escalar o Fluminense, Abel Braga decidiu adotar mistério e não revelou o substituto do volante Edinho, que cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo na partida contra o Atlético Mineiro, domingo, no Rio, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 15h11

Como também não tem Valencia, Abel precisará utilizar um jogador que não está acostumado a atuar como primeiro volante. O treinador pode optar, por Jean, que retorna ao time após cumprir suspensão automática, Fábio Braga ou até mesmo pelo zagueiro Digão, mas não revela a sua decisão.

"Eu não tenho só um homem de confiança. O que eu tenho são os jogadores da posição. Eu preciso escalar um primeiro volante. Nós vamos jogar da forma habitual e diversos jogadores podem atuar na posição. A equipe deles está bem encaixada. Estão bem na jogada aérea e eu tenho que pensar nessa situação também", disse Abel.

Além da volta de Jean, o Fluminense também terá o reforço do lateral Carlinhos que retorna após cumprir gancho. Já o meia Deco, poupado contra o Grêmio, ainda não tem a sua volta garantida. Apesar do time ter perdido a invencibilidade no Campeonato Brasileiro na última rodada, Abel garante que o time não vai entrar em campo sob pressão no domingo.

"Eu não queria perder a invencibilidade. Nós queríamos continuar invictos, mas não tem cobrança maior não. Nós estamos fazendo o nosso melhor, jogo a jogo. O Atlético está vivendo um momento muito bom, mas nós vamos encarar com a mesma seriedade. O fato de ter perdido a invencibilidade não vai mudar nada daquilo que nós queremos. O nosso momento também é muito bom", comentou.

A partida contra o Atlético-MG é importante para as pretensões do Fluminense no Campeonato Brasileiro. A equipe está na terceira colocação, com 25 pontos, seis a menos do que o adversário, que lidera a competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.